Seabiscuit – alma de herói (filme)

Share

Para não só escrever sobre os filmes antigos que assisti e já tenho os textos escritos que apenas estou transcrevendo-os para este blog, vou intercalar alguns filmes atuais para dar oportunidade a quem não assitiu poder tomar conhecimento do conteúdo e avaliar se vale a pena assistir.
Este filme é uma elegia ao heroísmo de dois seres limitados e frágeis que se transformam em dois grandes vencedores.
 Poucos filmes na história do cinema conseguiram captar uma época e inúmeras emoções como “Seabiscuit – alma de herói“.
Uma das frases mais marcantes do filme é a que Tom Smith, interpretado por Chris Cooper diz a Howard (Jeff Bridges) numa conversa na noite em que se conhecem. Ele diz: “Você não joga sua vida fora só porque está um pouco avariada”, referindo-se a um cavalo com a pata quebrada que ele trata. Algum tempo depois, Howard repete para ele a mesma frase que ouviu numa hora em que ele decepciona-se com Red Pollard (Tobey Maguire), o jóquei personagem principal do filme ao descobrir que ele mentira dizendo-se perfeito quando na verdade não enxergava com o olho esquerdo.
Seabiscuit é uma obra baseada em fatos reais que narra a história do cavalo recordista de corridas nos Estados Unidos. Era um cavalo pequeno mas, nem por isso, deixava-se abater ou vencer por quem quer que fosse, até mesmo o grande campeão, cavalo puro-sangue War Admiral, com 1,80m e vencedor da Trííplice Coroa em 1937, tendo vencido 21 das 26 corridas das quais participou.
Seabiscuit foi sub-avaliado e chegou a ser descartado por ter ficado completamente desacreditado uma vez que era um animal muito pequeno (1,50m), vivia dorm indo, não tinha chances de vencer nenhuma corrida sendo considerado muito preguiçoso.
Ao ser comprado por Howard entrega-o a Tom Smith que o transforma em um campeão com a ajuda do jóquei cego de um olho Red Pollard.
Vence seis corridas consecutivas quando ninguém acreditava que ele pudesse vencer alguma. Na primeira corrida porem, a de Anita, em Arcádia, Califórnia, perde a corrida por um nariz pois Pollard não consegue enxergar o seu concorrente que dispara na reta de chegada pelo seu lado esquerdo, pelo qual não tinha visão.
Howard desafia Sam Riddle, proprietário de War Admiral, cavalo puro-sangue e campeão de muitas corridas. Durante a espera pela corrida numa folga dos treinamentos, Red se acidenta com outro cavalo e quebra a perna em 11 ou 12 pedaços ficando imobilizado e condenado a não mais correr. Howard queria desistir do desafio mas Red não permite e pede que George Wolf seja o jóquei de Seabiscuit. No dia 1º de novembro de 1938 quarenta milhões de americanos lotam o hipódromo para assistirem à corrida do século que é ganha por Seabiscuit com uma vantagem de quatro corpos na frente de War Admiral.
Em outra corrida Seabiscuit se acidenta e rompe o ligamento em uma das patas dianteiras sendo condenado mas Howard leva-o para seu sítio onde se encontram Seabiscuit e Red com as pernas quebradas. Ambos passam a treinar e se recuperam lentamente.
Vem no ano seguinte uma nova corrida em Santa Anita onde tudo começara e Red pede a Howard para montar. A princípio hesitante, ele termina permitindo a pedido de sua esposa.
No dia da corrida o hipódromo fica lotado e Seabiscuit e Red, recuperados da lesão vencem a corrida por grande vantagem e Seabiscuit bate o récorde da pista.
No final do filme, Red diz uma frase que fica ecoando nos ouvidos de cada um de nós: Red diz: ” Todo mundo acha que encontramos este cavalo e o consertamos, mas não o fizemos. Ele foi quem nos consertou, cada um de nós , e eu acho que de uma maneira ou de outra, nós meio que consertamos um ao outro, também. “
É um filme que recomendo sem medo de que alguém não vá gostar.

 

Leia o texto completo
The following two tabs change content below.
Alberto Valença nasceu em Olinda - PE. Sempre gostou muito de escrever, sendo a leitura um de seus divertimentos preferidos. Com quatro graduações concluídas, o autor enveredou por várias áreas do conhecimento. Em 1973 concluiu Licencitaura em Física pela UFPE, em 1980 concluiu Bacharelado em Psicologia e Formação de Psicólogo com especialização na área de Psicologia Escolar. em 1999 bacharelou-se em Direito e, no mesmo ano, foi aprovado na OAB-PE exercendo a profissão por dez anos. Publicou em 2014 um poema numa antologia e, agora, publica 15 poemas em outra antologia. Desde a infância gostava também de cinema e, em 2006, criou o blog Verdades de um Ser no qual divulga seus textos e comenta sobre literatura e cinema. Posteriormente, criou também o blog O seu companheiro de viagem, com o qual compartilha suas experiências de viagem oferecendo sempre dicas valiosas para quem quer viajar.
Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Desvende a charada para validar o comentário *