O dia em que a Terra parou (filme)

Share

Título original – “The Day the Earth Stood Still”

dia-terra-parouHoje assisti a dois filmes em DVD – “Apaixonados para sempre” e “O dia em que a Terra parou”. Este filme de Scott Derrickson é uma refilmagem do filme homônimo de ficção científica de Robert Wise produzido em 1951.

Nesta versão, o filme é estrelado por Keanu Reeves, no papel de Klaatu, o alienígena que invade a Terra, Jennifer Connelly, no papel da Dra. Helen Bessson,  cientista requisitada pelo Governo dos Estados Unidos para enfrentar a invasão extraterrestre e Kathy Bates no papel da Secretária de Defesa Americana Regina Hall. Keanu Reeves ficou imortalizado pelo seu desempenho na série Matrix. Neste filme ele aparece inicialmente num planeta onde tudo é gelo e ele se depara com uma esfera transparente com cerca de 10 m de diâmetro e, ao tentar descobrir o que contem, furando-a com uma picareta de alpinismo, dela desprende-se uma forte luz e ele fica prostrado no chão, aparentemente morto. Em pouco tempo ele desperta e nota sua luva com um furo. Ao tirá-la consta que em sua mão havia sido implantado uma espécie de metal.
A cena seguinte já é de uma aula da Dra. Helen no seu laboratório e logo após, ao chegar em casa recebe um telefonema e é requisitada para participar de uma equipe de cientistas que devem ajudar o Governo a enfrentar a invasão de um corpo que irá colidir com a Terra.
Trata-se de um alienígena que ao descer da nave espacial recebe um tiro por pensarem que ele irá atacar a Terra. Um robô enigmático emite uma luz e um som que paraliza todos ao redor. O objetivo de Klaatu é alertar a Terra para uma iminente destruição em virtude das agressões à natureza praticada pelos terráqueos. Todos tentam enfrentá-lo mas, ele e o robô são muito mais poderosos do que todas as armas usadas para enfrentá-los, inclusive uma esquadrilha aérea de aviões de ataque.
Ele desejava falar com os dirigentes da Terra mas, como ninguém lhe dá ouvidos ele e o robô começam a destruição do planeta com besouros que vão desintegrando tudo por onde passam. É um filme interessante mas sem nenhuma novidade. Merece apenas duas estrelinhas.

** Trailer do filme **

 

The following two tabs change content below.
Alberto Valença nasceu em Olinda - PE. Sempre gostou muito de escrever, sendo a leitura um de seus divertimentos preferidos. Com quatro graduações concluídas, o autor enveredou por várias áreas do conhecimento. Em 1973 concluiu Licencitaura em Física pela UFPE, em 1980 concluiu Bacharelado em Psicologia e Formação de Psicólogo com especialização na área de Psicologia Escolar. em 1999 bacharelou-se em Direito e, no mesmo ano, foi aprovado na OAB-PE exercendo a profissão por dez anos. Publicou em 2014 um poema numa antologia e, agora, publica 15 poemas em outra antologia. Desde a infância gostava também de cinema e, em 2006, criou o blog Verdades de um Ser no qual divulga seus textos e comenta sobre literatura e cinema. Posteriormente, criou também o blog O seu companheiro de viagem, com o qual compartilha suas experiências de viagem oferecendo sempre dicas valiosas para quem quer viajar.
Share