Azul? Não quero de ti falar!

Share

florespara_alegrar

Azul é a tez da manhã… Parodiando o poeta.
Azul é cor  que alguém associou com ciúme. Quem não conhece aquela música ‘Olhos castanhos’ de Francisco José?
lua-azul
Azul é a cor mais escolhida pelas pessoas como predileta. É a cor da normalidade.
Mas, por incrível que pareça, não encontro o que dizer do azul. Hoje parece que estou travado.
Então saiu isso pra o poema do Poemaday de hoje
 p-C3-A1ssaro1
Azul…
Posso falar do céu,
do mar,
de um quadro,
até de pássaros!
Quiçá a lua
que está no sul?
Tudo isso pode ser azul.
Mas meu coração é vermelho.
Não quero de azul falar.
Vermelho é a cor do amor.
Vermelhas são as rosas
que quero a você ofertar.
p-25C3-25A1ssaro2
The following two tabs change content below.
Alberto Valença nasceu em Olinda - PE. Sempre gostou muito de escrever, sendo a leitura um de seus divertimentos preferidos. Com quatro graduações concluídas, o autor enveredou por várias áreas do conhecimento. Em 1973 concluiu Licencitaura em Física pela UFPE, em 1980 concluiu Bacharelado em Psicologia e Formação de Psicólogo com especialização na área de Psicologia Escolar. em 1999 bacharelou-se em Direito e, no mesmo ano, foi aprovado na OAB-PE exercendo a profissão por dez anos. Publicou em 2014 um poema numa antologia e, agora, publica 15 poemas em outra antologia. Desde a infância gostava também de cinema e, em 2006, criou o blog Verdades de um Ser no qual divulga seus textos e comenta sobre literatura e cinema. Posteriormente, criou também o blog O seu companheiro de viagem, com o qual compartilha suas experiências de viagem oferecendo sempre dicas valiosas para quem quer viajar.
Share

3 ideias sobre “Azul? Não quero de ti falar!

  1. Maria do Socorro Barreto

    Começa pelo título do seu Blog : VERDADES DE UM SER
    Belíssima escolha, sensibilidade no escrever ,algo que vem do seu interior a sua verdade! porque falar em coração azul,
    quando na verdade é no vermelho que mora o amor. Que coisa linda! quantas verdades sentidas que saem do fundo da sua alma, quanta grandeza, quanta beleza. Sem fantasias, nítido, claro, verdadeiro VERMELHO É A COR DO AMOR. Sua poesia me encanta, me faz sonhar, me faz acreditar na VERDADE DE UM SER.
    Parabéns!

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Desvende a charada para validar o comentário *