DIÁLOGOS (Poesia) [Texto autoral]

Share

O tema de hoje, dia 19 de junho é ‘Diálogos’. Resolvi então criar um diálogo. Até gostei do resultado. Confiram abaixo.
 diálogos
– Onde estás, oh cruel senhora das horas,
Que a todos devoras com teus minutos
E a ninguém perdoas nem de ti escapa?
Nem mesmo o mais vil dos mortais!
– É a mim que procuras, oh ser figurante
Qual cavaleiro errante que surges de escudo
Em Rocinante montado e cheio de pecado
De alma sofrida, que sofre calado e desnudo?
O tempo passou! E você não chegou…
The following two tabs change content below.
Alberto Valença nasceu em Olinda - PE. Sempre gostou muito de escrever, sendo a leitura um de seus divertimentos preferidos. Com quatro graduações concluídas, o autor enveredou por várias áreas do conhecimento. Em 1973 concluiu Licencitaura em Física pela UFPE, em 1980 concluiu Bacharelado em Psicologia e Formação de Psicólogo com especialização na área de Psicologia Escolar. em 1999 bacharelou-se em Direito e, no mesmo ano, foi aprovado na OAB-PE exercendo a profissão por dez anos. Publicou em 2014 um poema numa antologia e, agora, publica 15 poemas em outra antologia. Desde a infância gostava também de cinema e, em 2006, criou o blog Verdades de um Ser no qual divulga seus textos e comenta sobre literatura e cinema. Posteriormente, criou também o blog O seu companheiro de viagem, com o qual compartilha suas experiências de viagem oferecendo sempre dicas valiosas para quem quer viajar.
Share

2 ideias sobre “DIÁLOGOS (Poesia) [Texto autoral]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Desvende a charada para validar o comentário *