Share

Passando aqui pra deixar minha postagem do projeto ‘A poem a day’ que neste dia 21, apresenta o tema GIRASSOL. Eis o poema que criei.

girassol2

GIRASSOL
Versos de Alberto Valença Lima
2014 – June, 21st.
Gira, gira, sol.
Na roda incessante
Desta dança em bemol
A colorir o horizonte
Fingindo ser diamante
Brincando no céu de farol
A luz sempre brilhante
Cobre os montes… um lençol.
gira-terra-sol
Quando chega vinte e um
Do São João de mês algum
Só se ouve o zum, zum, zum
E a festa de quem é?
Da  rainha do candomblé.
Gira, gira, girassol,
Tuas cores banham o sol
Mas quem baila, é o rouxinol.
girassol
The following two tabs change content below.
Alberto Valença nasceu em Olinda - PE. Sempre gostou muito de escrever, sendo a leitura um de seus divertimentos preferidos. Com quatro graduações concluídas, o autor enveredou por várias áreas do conhecimento. Em 1973 concluiu Licencitaura em Física pela UFPE, em 1980 concluiu Bacharelado em Psicologia e Formação de Psicólogo com especialização na área de Psicologia Escolar. em 1999 bacharelou-se em Direito e, no mesmo ano, foi aprovado na OAB-PE exercendo a profissão por dez anos. Publicou em 2014 um poema numa antologia e, agora, publica 15 poemas em outra antologia. Desde a infância gostava também de cinema e, em 2006, criou o blog Verdades de um Ser no qual divulga seus textos e comenta sobre literatura e cinema. Posteriormente, criou também o blog O seu companheiro de viagem, com o qual compartilha suas experiências de viagem oferecendo sempre dicas valiosas para quem quer viajar.
Share

2 ideias sobre “GIRASSOL

  1. Anonymous

    Com certeza a agulha da minha bússola está indicando pro lado errado… Só pode ser!

Os comentários estão fechados.