Share

Guisé é uma região planaltina do Baixo Egito nas proximidades do Cairo, atual capital do país. É lá onde estão localizadas as 3 Grandes Pirâmides de Quéops, Quéfren e Miquerinos, bem como a Grande Esfinge. A maior delas, a de Quéops, é a mais antiga maravilha do mundo antigo e a única ainda sobrevivente. Todas as demais já foram destruídas. Apenas a título de cultura, vamos relembrar aqui quais eram essas sete maravilhas.

As sete maravilhas do mundo antigo

1.  Pirâmide de Quéops
2.  Jardins suspensos da Babilônia
3.  Estátua de Zeus em Olímpia
4.  Templo de Ártemis em Éfeso
5.  Mausoléu de Halicarnasso
6.  Colosso de Rodes
7.  Farol de Alexandria

DSC02814

Muito bem, as três grande pirâmides sozinhas, já compensam a viagem de vinte e uma horas para o Egito. Mas, evidentemente, não são só elas que visitamos no Egito. Foram muitos, muitos templos, ruinas, estátuas, museus que visitamos nesta inesquecível viagem. Mas, a grande pirâmide, é um monumento especial. Sua construção de empilhamento de cerca de dois milhões e trezentos mil blocos de pedra maciça talhada e  polida pesando em média 2,5 toneladas sendo os maiores com peso em torno de 15 toneladas. É um verdadeiro monumento que deixa qualquer pessoa extasiada de estar ali contemplando aquela construção monumental com cerca de cinco mil anos de existência.

Embora a pirâmide de Quéops seja a maior delas, aparentemente, a de Quéfren é maior pois foi construída sobre um planalto mais elevado. Já a de Miquerinos, comparada com as outras duas é muito menor. Parece mais uma miniatura e está bastante destruída.

guiséA pirâmide de Quéops originalmente possuía 146 m de altura mas devido a uma destruição de seis fileiras de pedras do seu topo, atualmente ela está com apenas 139 m de altura mas, figurou como o mais alto monumento construído pelo homem até a construção da torre Eiffel em Paris, ou seja, durante 4400 anos de história, foi, majestoso, o maior monumento criado pelo homem em todo o mundo.

Curiosidades:

  1. A planície de Guisé localiza-se na Necrópole do Baixo Egito. O Nilo divide o Egito em duas regiões – Acrópole e Necrópole sendo a primeira fértil e abundante em vegetação e vida e a outra destinada aos mortos, é árida e estéril, cercada da areia do deserto.
  2. Outra curiosidade é que as pessoas aqui no ocidente estão acostumadas a chamar “deserto do Sahara” o que é um erro, um pleonasmo pois, a palavra Sahara significa DESERTO. Então, ou se diz deserto apenas, ou se fala Sahara.
  3. E outra curiosidade é que o Egito é também dividido em Alto e Baixo Egito mas, isso é feito em função do Nilo que tem sua nascente no Sul do país e sua foz ao norte do país, no mar Mediterrâneo. O Alto Egito é a região da nascente do rio Nilo, isto é, ao Sul, enquanto o Baixo Egito localiza-se ao norte, na região da foz do rio, no mar Mediterrâneo. Ou seja, o norte para eles (Alto) é o sul e o sul (Baixo) é o norte.
The following two tabs change content below.
Alberto Valença nasceu em Olinda - PE. Sempre gostou muito de escrever, sendo a leitura um de seus divertimentos preferidos. Com quatro graduações concluídas, o autor enveredou por várias áreas do conhecimento. Em 1973 concluiu Licencitaura em Física pela UFPE, em 1980 concluiu Bacharelado em Psicologia e Formação de Psicólogo com especialização na área de Psicologia Escolar. em 1999 bacharelou-se em Direito e, no mesmo ano, foi aprovado na OAB-PE exercendo a profissão por dez anos. Publicou em 2014 um poema numa antologia e, agora, publica 15 poemas em outra antologia. Desde a infância gostava também de cinema e, em 2006, criou o blog Verdades de um Ser no qual divulga seus textos e comenta sobre literatura e cinema. Posteriormente, criou também o blog O seu companheiro de viagem, com o qual compartilha suas experiências de viagem oferecendo sempre dicas valiosas para quem quer viajar.
Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Desvende a charada para validar o comentário *