O Menino do pijama listrado [Filme]

Share

O Menino do pijama listrado [The Boy in the Striped Pyjamas], Mark Herman, britânico-estadunidense, 2008.

o menino do pijamaDirigido por Mark Herman e com roteiro do próprio diretor, baseado no livro homônimo de John Boyne, este filme apresenta uma visão do holocausto na ótica de duas crianças de 8 anos. Embora meio irreal o argumento, a mensagem que o diretor deseja transmitir é muito forte e louvável. O argumento, porém, como disse, é um pouco inverossímil pois, é difícil de acreditar que um menino de 8 anos, tenha uma alienação da realidade tão absoluta em plena Alemanha dos anos 40 do século passado. Apesar disso, o filme não fica como uma coisa sem sentido. O diretor consegue convencer o expectador da sua verdade. Os alemães expunham, até para os adultos, uma realidade inexistente e as pessoas acreditavam nisso, então, o menino também podia estar sendo ludibriado. A mensagem que os alemães passavam para todos era que o país vivia em um paraíso e que o tratamento dado aos judeus presos era de primeiro mundo. Os judeus viviam em festa no campo de concentração, essa era a imagem que o povo recebia da mídia. O filme se passa na Segunda Guerra Mundial onde um menino de 8 anos, filho de um importante oficial alemão, que é designado para comandar um campo de concentração de judeus,  é obrigado a abandonar seus amigos e mudar-se para o novo endereço onde seu pai exercerá sua nova função. Lá o menino descobre uma “fazenda” onde as pessoas vivem de pijamas. Era o campo de concentração  que o menino pensa ser uma fazenda. Explorando às escondidas o lugar, faz amizade com um menino da mesma idade que ele, do outro lado da cerca. Todos os dias eles voltam a se encontrar e o menino alemão (Bruno) pergunta coisas ao menino judeu (Shmel) que lhe responde de forma velada, pois percebe que Bruno não sabia, que ali se tratava de um campo de concentração.

O filme é muito triste e o final é muito inesperado mas de uma inutilidade sem precedentes. Não digo inutilidade pelo fato de não servir pra nada mas, de não trazer nenhuma vantagem exceto a de transmitir uma mensagem muito significativa. É um filme muito bom que mostra a crueldade do holocausto e  os prejuízos que aquele momento trouxe para humanidade. Mereceu quatro estrelas.

The following two tabs change content below.
Alberto Valença nasceu em Olinda - PE. Sempre gostou muito de escrever, sendo a leitura um de seus divertimentos preferidos. Com quatro graduações concluídas, o autor enveredou por várias áreas do conhecimento. Em 1973 concluiu Licencitaura em Física pela UFPE, em 1980 concluiu Bacharelado em Psicologia e Formação de Psicólogo com especialização na área de Psicologia Escolar. em 1999 bacharelou-se em Direito e, no mesmo ano, foi aprovado na OAB-PE exercendo a profissão por dez anos. Publicou em 2014 um poema numa antologia e, agora, publica 15 poemas em outra antologia. Desde a infância gostava também de cinema e, em 2006, criou o blog Verdades de um Ser no qual divulga seus textos e comenta sobre literatura e cinema. Posteriormente, criou também o blog O seu companheiro de viagem, com o qual compartilha suas experiências de viagem oferecendo sempre dicas valiosas para quem quer viajar.
Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Desvende a charada para validar o comentário *