O pequeno príncipe 3D [Filme]

Share

Animação em 3D – Direção => Mark Obsorne

pequeno-principe

Assisti a este desenho em pré-estréia no dia 15 deste mês, ou seja, no sábado passado no Cinema UCI Kinoplex Plazza, em Casa Forte. Era para eu ter escrito esta crítica naquele dia mas, tinha que escrever a resenha do Meu Pequeno Vício e só saí do cinema por volta de 20 horas. Fui achando que veria um filme do famoso principezinho criado pelo inesquecível Exupéry, piloto francês e um dos escritores mais famosos do mundo por causa de seu livro O Pequeno Príncipe, já traduzido em mais de 160 idiomas e dialetos segundo a Wikipédia. Ainda, segundo a mesma fonte, foram 143 milhões de exemplares vendidos no mundo inteiro e é a terceira obra literária mais traduzida da história.

pequenoprincipe10

A famosa fábula do principezinho e da raposa ocupa apenas uma pequena parte do filme que, na verdade, é a história de uma meninazinha filha de uma mãe completamente louca, obsessiva, que deseja a qualquer custo, que a filha estude na melhor escola da cidade. A filha é oprimida pela mãe que tenta mantê-la num rígido programa de estudo de preparação para o exame classificatório da escola. Essa história, não tem nada a ver com a história original e que dá nome ao filme.

pequeno-principe5

Obsorne, o mesmo do desenho Kung-Fu Panda,  tenta recriar a história original e incluir nela os personagens da história que ele e os roteiristas inventaram. Ao contrário do que muita gente pensa, esta não é a primeira vez que o livro é adaptado ao cinema. Em 1974 assisti ao primeiro filme sobre o principezinho no cinema. Um musical estrelado por Gene Wilder no papel da raposa e Steven Warner como o Pequeno Príncipe. É um musical dirigido por Stalen Donnen que em breve farei aqui sua crítica.

pequeno-principe3

 

Ao contrário daquele filme que é totalmente fiel à história original, neste Osborne tenta, sem muito sucesso, recriar a história. Não é que o filme não tenha seu valor mas, o resultado não é dos mais promissores. É um bom filme mas teria sido melhor que o diretor não tivesse querido inventar o sexo dos anjos. A obra de Exupéry é um clássico e, não pode ser assim aviltada.

pequeno-principe6

A meninha é bem simpática, a mesclagem das duas histórias tem a sua lógica, pois ela se encontra com o aviador que estivera no deserto com o Pequeno Príncipe e ele começa a contar a ela a sua história. Nesta hora, são apresentados os fatos da história original mas depois, a menininha vai ao encontro do Pequeno Príncipe e, aí é que Osborne se perde um pouco. Este filme participou do Festival de Cannes deste ano na França e foi  muito bem acolhido pelo público e pela crítica especializada. Merece um registro especial, a trilha sonora que ficou a cargo de Hans Zimmer e Richard Harvey. Zimmer foi também o responsável pela trilha do belíssimo Rain man, Conduzindo Miss Daisy,  Thelma and Louise e do recentemente postado Garotas do calendário. Finalizando, um breve comentário sobre a exibição em 3D. Inteiramente desnecessária e sem nenhuma utilidade. O seu único objetivo, é arrecadar mais dinheiro pois, não há nada no filme, exceto uma ou outra cena em que você sinta o efeito do 3D. Mas, é um filme bonito. Mereceu três estrelinhas.

pequeno-principe7

 

 

pequeno.jpg=principe9

 

pequeno-principe4

 

o-pequeno-principe2

 

 

 

pequeno=principe8

O-pequeno-principe-filme-2015-raposa

The following two tabs change content below.
Alberto Valença nasceu em Olinda - PE. Sempre gostou muito de escrever, sendo a leitura um de seus divertimentos preferidos. Com quatro graduações concluídas, o autor enveredou por várias áreas do conhecimento. Em 1973 concluiu Licencitaura em Física pela UFPE, em 1980 concluiu Bacharelado em Psicologia e Formação de Psicólogo com especialização na área de Psicologia Escolar. em 1999 bacharelou-se em Direito e, no mesmo ano, foi aprovado na OAB-PE exercendo a profissão por dez anos. Publicou em 2014 um poema numa antologia e, agora, publica 15 poemas em outra antologia. Desde a infância gostava também de cinema e, em 2006, criou o blog Verdades de um Ser no qual divulga seus textos e comenta sobre literatura e cinema. Posteriormente, criou também o blog O seu companheiro de viagem, com o qual compartilha suas experiências de viagem oferecendo sempre dicas valiosas para quem quer viajar.
Share

5 ideias sobre “O pequeno príncipe 3D [Filme]

  1. Elis Culceag

    Oi Alberto!!!
    Não sabia que o livro tinha sido adaptado tão livremente desta vez, gostei das fotos que vi e quero assistir, só acho que o título deveria ter algo que desse a entender que a adaptação não seria tão fiel, mas agora estarei preparada para as modificações 🙂
    Beijos… Elis Culceag * Arquivo Passional

    Responder
    1. Alberto Valença Autor do post

      Olá Elis. Seja bem-vinda ao Verdades de um Ser e muito grato pelo seu lindo comentário. Você acertou na mosca. Eu ia até escrever isso na postagem. O título deveria ser outro. Mas, infelizmente, os responsáveis não iriam fazer isso pois, caso fizessem, perderiam o nicho de admiradores do principezinho. Espero que se divirta. E lembre de depois, vir aqui me contar o que achou do filme OK? Abraços.

      Responder
  2. Erica Ferro

    Olá, senhor Alberto! Finalmente vim aqui no seu cantinho. Que coincidência comentar justamente acerca dessa adaptação do livro O pequeno príncipe, sobre o qual citei no post que você leu no meu blog e fez algumas ressalvas a respeito de um termo da citação que troquei por acidente.
    Eu li o livro e queria saber da opinião franca de quem também leu o livro e viu essa recente adaptação. Como desconfiava, não sei por que, não é fidelíssima a história, certo? Ainda assim, pelo que disse na crítica, vale três estrelas e a mesclagem das duas estórias não é de todo ruim e desinteressante. Acredito que eu vá ao cinema assistir essa animação na próxima semana. No entanto, a intenção é ver essa outra, que você também citou em sua crítica, do ano de 1974, por ser fiel ao livro.

    Por fim, quero dizer que adorei imensamente os seus comentários em meu blog. Achei-os muito pertinentes, respeitosos e encantadores. Fico muito contente quando consigo me fazer entender e, assim, fazer com que as pessoas reflitam e ampliem as suas visões sobre temas já conhecidos ou até mesmo desconhecidos a elas, como foi o caso da postagem sobre a síndrome que tenho.
    Um grande abraço.
    Estarei acompanhando o seu blog e a sua página no Facebook a partir de agora.

    Hasta la vista!

    Blog || Fan Page

    Responder
    1. Alberto Valença Autor do post

      UAU !!! Pôxa Erica, você novamente, me deixou sensibilizado. Fico imensamente feliz com a sua visita e muito, muito honrado, acredite, com este seu magnífico comentário. Também fiquei feliz por ter-me feito compreender. Fiquei um pouco receoso de escrever uma crítica como a de um cara na página do G-1 que foi muito criticado pelos leitores. Sinto-me aliviado com este seu comentário pois, você compreendeu exatamente, o que eu quis dizer. O filme realmente não é ruim. Não é de todo negativo o fato de o diretor misturar as duas histórias. E vale a pena ser visto. Espero que se divirta. E não esqueça, depois de ver o filme, de vir aqui me dizer o que achou. Seja muito bem-vinda ao Verdades de um Ser. Honra-me também a sua decisão em acompanhar o blog e ter curtido a página no facebook. Hasta la vista Erica!

      Responder
  3. Màrcia Bessa

    OI Alberto, lisonjeada fiquei de você curtir meu blog http://www.cineamado.blogspot.com.br e mais ainda pelo seu comentário. Diversidade é fundamental e livre arbítrio em todas as artes, isso só faz acrescentar. Realmente o filme O Pequeno Principe é uma adaptação do livro que por sinal é maravilhoso e atemporal. Infelizmente neste mundo atual em que o ter na maioria das vezes torna-se mais forte que o ser, achei legal outra história atual paralela, e tirarmos reflexões dessa história universal, e a premissa deste mundo onde o progresso e a tecnologia reina na vida das pessoas de forma tão obsessiva. A fotografia assim como a trilha sonora do filme são bem adequadas e gostei do filme, daria uma nota maior que a sua. Animação de qualidade onde adultos e criançãs interagem e fica a reflexão para os adultos repassarem aos pequenos. Valeu Alberto!!

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Desvende a charada para validar o comentário *