O regresso [Filme]

Share

Título original – The revenant

o-regresso_capa

Direção – Alejandro González Iñhárritu

Hoje quero escrever sobre um filme a que assisti na segunda-feira, dia 08 de fevereiro. Ele está concorrendo ao Oscar em diversas categorias (12 ao todo) e, ouvi e li muitas opiniões favoráveis sobre ele. Resolvi ir conferir. Na verdade, meu objetivo era assistir ao filme Star Wars VI mas, já não estava em cartaz. Fui então conferir.o-regresso1

 

Não sei por qual razão, fizeram tanto espalhafato sobre o filme e sobre a atuação de Leonardo DiCaprio. Não encontrei nada de extraordinário que justificasse tantas manifestações enaltecendo esse longa que, excetuando algumas poucas coisas, não passa de um lugar comum. Inclusive com uma história muito mal contada e cheia de mentiras aberrantes. Uma delas é o fato de Hugh Glass, o personagem de Leonardo DiCaprio, ser atacado por um urso e sair quase ileso. Claro que ele ficou ferido, mas, não teve nenhum osso quebrado, apesar de o urso ter caído de um despenhadeiro de cerca de 40 a 50 metros, junto com ele, e cai em cima dele ficando Glass por baixo do urso que estava morto. Um urso pardo adulto, pesa cerca de meia tonelada ou mais. Você ter em cima de seu corpo um peso desses que despencou de uma altura de 40 metros e não quebrar nenhuma costela, nenhum osso, é simplesmente inacreditável. É bem verdade que o urso não caiu em queda livre, veio rolando pela encosta do desfiladeiro mas, ele chega ao fim com uma certa velocidade e cai em cima do corpo de Glass. E não quebra nada? Difícil acreditar.
Mas não ficam por aí as mentiras. Antes dessa queda, o urso entra em luta corporal com ele. Dá um monte de patadas. Uma patada de um urso pardo adulto é como um guindaste que é jogado contra uma parede. Ela pode decapitar uma pessoa facilmente ou quebrar-lhe a espinha. Glass leva várias patadas do urso. Em uma delas, ele é jogado contra uma árvore a uma altura de uns 2 metros. Por alguma razão, o urso não lhe morde o pescoço nem outras partes de seu corpo, o que também é de estranhar. Trata-se de uma ursa que estava defendendo seu filhote pois pensa que Glass o estava ameaçando. Tem uma outra mentira maior ainda no filme mas, não posso contar sem dar um spoiller.

o-regresso2

Bem, a história do filme é baseada em fatos verídicos. Hugh Glass realmente existiu e foi atacado por um urso, sendo deixado pelos seus companheiros para trás. O roteiro do filme é baseado no livro homônimo de Michael Punk. Embora, certamente, com adaptações que tornaram alguns fatos totalmente inaceitáveis.

Glass é o guia de uma expedição de caçadores de peles que estão nas montanhas do Canadá caçando animais. Já estavam com um carregamento completo quando são atacados por uma tribo de índios sem saber de onde partem as flechas. Apenas elas os atingem e matam. Eles ficam atônitos sem saber como se defenderem. Após muitas mortes, conseguem matar alguns índios que terminam desistindo do ataque e fogem. Mas eles sabem que os índios continuam espritando-os. Resolvem deixar grande parte das peles para tentar aplacar a ira dos índios que os estão atacando por duas razões: em busca da filha do cacique que havia sido raptada e porque estão sendo pagos por caçadores de pele franceses que querem roubar as peles que eles conseguiram.

o-regresso6

Resolvem então ir de barco até certo ponto quando abandonam o barco deixando-o à deriva  rio abaixo, na esperança de que os índios sigam o barco e eles possam ganhar terreno na fuga pelas montanhas. Enquanto estão fugindo dos índios, enfrentando as dificuldades com a neve, a subida da montanha e o peso que precisam carregar das peles, armas e mantimentos, Glass é atacado por uma ursa, que pensando que ele estava ameaçando seu filhote, o ataca violentamente. Ele não tem tempo para defender-se. Fica à mercê do animal furioso que lhe dá patadas e mordidas, jogando-o longe. Com muito esforço ele consegue pegar o rifle e dar um tiro no urso mas não o mata e o urso fica ainda mais furioso. Ataca-o novamente com mais intensidade. Ele consegue pegar uma faca e esfaqeuia o urso. Os dois caem num barranco e o urso, morto, cai por cima dele. Ele fica imobilizado e sem fala. O filho, que era um mestiço e estava com ele, tenta dar-lhe força e apoio. Resolvem fazer uma maca e carrgá-lo montanha acima mas, pricipalmente por causa de Fitzgerald, todos terminam se convencendo que não adiantaria continuar o esforço pois ele não sobreviveria e, ainda estava arrsicando a sobrevivência do restante do grupo.

O capitão e comandante da expedição, resolve então que deixariam ele lá mas que duas pessoas ficariam com ele até sua morte. O filho é o primeiro a se apresentar como voluntário e o outro é Fitzgerald, que apesar de estar reclamando todo o tempo por estarem carregando aquele peso, fica por causa da recompensa prometida mas, compromete-se a ficar lá para protegê-lo e, após sua morte, fazer um enterro digno.

o-regresso3

Bem, o resto do filme não posso contar pois seria spoiler. Então, quem quiser saber o desfecho da história, assista ao filme. Mas, alerto que não é lá grande coisa. Pelo menos pra mim não foi.

A direção é segura e bem conduzida. As interpretações também são boas com exceção do filho de Glass que é apenas sofrível. A fotografia é o ponto alto do filme que levou nove meses para ser rodado pois Iñhárritu fez questão de filmar apenas com luz natural. Não foi usada em nenuma cena luz artificial e, isso deu ao filme um grande diferencial mas, nunca para transformá-lo em melhor filme do ano.

Mas, o que tem de extraordinário neste filme? A fotografia. Esta é realmente primorosa ! Iñhárritu fez questão de filmar em luz natural, o que obrigou a equipe a filmar, no máximo, apenas uma hora por dia. Isso deu ao filme um clima de realidade muito grande. Não houve em nenhuma cena, iluminação artificial. Pronto! Esta é a única coisa realmente extraordinária de O regresso. O resto? É tudo balela. E não recomendo a ninguém assistir a este longa. Mereceu apenas três estrelinhas. O desempenho de Leonardo DiCaprio é realmente bom mas, nada de extraordinário. O de Tom Hardy é bem melhor.

o-regresso5

Obs. – O filme já venceu o Globo de Ouro deste ano em três categorias: Melhor filme, melhor diretor para Alejandro González Iñharritu e melhor ator para Leonardo DiCaprio.

Produção – Estados Unidos
Ano de lançamento – 2015
Duração do filme –  2 horas e 36 minutos
Fotografia – Emmanuel Lubezki

Elenco e personagens:
Leonardo DiCaprio como Hugh Glass
Tom Hardy como John Fitzgerald
Domhnall Gleeson como Andrew Henry
Will Poulter como Jim Bridger
Paul Anderson como Anderson
Lukas Haas como Jones
Brendan Fletcher como Fryman
Kristoffer Joner como Murphy
Brad Carter como Johnnie
Forrest Goodluck como Hawk

 

o-regresso7

The following two tabs change content below.
Alberto Valença nasceu em Olinda - PE. Sempre gostou muito de escrever, sendo a leitura um de seus divertimentos preferidos. Com quatro graduações concluídas, o autor enveredou por várias áreas do conhecimento. Em 1973 concluiu Licencitaura em Física pela UFPE, em 1980 concluiu Bacharelado em Psicologia e Formação de Psicólogo com especialização na área de Psicologia Escolar. em 1999 bacharelou-se em Direito e, no mesmo ano, foi aprovado na OAB-PE exercendo a profissão por dez anos. Publicou em 2014 um poema numa antologia e, agora, publica 15 poemas em outra antologia. Desde a infância gostava também de cinema e, em 2006, criou o blog Verdades de um Ser no qual divulga seus textos e comenta sobre literatura e cinema. Posteriormente, criou também o blog O seu companheiro de viagem, com o qual compartilha suas experiências de viagem oferecendo sempre dicas valiosas para quem quer viajar.
Share

Uma ideia sobre “O regresso [Filme]

  1. Deniae

    Voltei! Por 3 semanas, pois saio em viagem de novo logo. Estava tao cansada da mais recente viagem que precisei de ferias das ferias. Este filme esta sendo suuuuper recomendado aqui na Europa, mas de alguma forma, devido a violencia de cenas de luta e outras coisas que ja li, nao vou assistir. Entao apos a sua resenha, menos ainda 🙂 Tb acho que nao eh para tanto todo este espalhafato, mas sei la, parece que eh a tonica do momento, estes filmes serem idolatrados. Dai eu digo que assisti um filme profundo de 1955 no Retro Canal e as pessoas riem e dizem que eu deveria ter vivido em 1950 – eu teria gostado! Deixa pra la 🙂
    Um abraco!
    DenisesPlanet.com

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Desvende a charada para validar o comentário *