A garota dinamarquesa – Tom Hooper [Filme]

Share

Direção – Tom Hooper

garota-dinamarquesa-capa

Título original – The danish girl

garota-dinamarquesa1

A garota dinamarquesa é um filme forte, que trata de um problema mundial, através de uma história verídica baseada no livro homônimo de David Ebers que por sua vez, é baseado na autobiografia extraída do diário de Lili Elbe e publicada em 1933 com o título Man into woman que, traduzido seria Homem para mulher ou, Homem que se transforma em mulher.

garota-dinamarquesa4

Fui assistir a este filme, muito mais para poder dizer, com segurança e embasamento, o que afirmei como uma suposição apenas, na crítica que fiz sobre o filme O regresso, aqui no blog.  O regresso, como já falei, concorre a vários Oscars deste ano, a grande maioria deles, sem mercimento algum, o que, com frequência, acontece em Hollywood. Mas refiro-me à comparação que fiz, entre os desempenhos de DiCaprio naquele filme, e o de Eddie Redmayne neste. Hoje, após assistir a este bom filme A garota dinamarquesa, posso afirmar sem medo de errar: O desempenho de DiCaprio em O regresso, não chega nem aos pés do de Redmayne em A garota dinamarquesa.

garota-dinamarquesa3webQuando fui assistir a O regresso, apesar de ser com DiCaprio, de quem não gosto, foi motivado pela indicação e comentários da menina responsável pelo blog Dicas de cinema que sempre faz críticas excelentes mas, desta vez, falhou feio e eu, vivi uma grande decepção. É bem verdade que gosto é uma coisa que não se discute mas, qualidades artísticas, sim. DiCaprio tem um desempenho até razoável em O regresso mas, não se pode nunca comparar, com as variações de interpretação de Redmayne neste filme. Ele dá um verdadeiro show e, embora saiba, que dificilmente, ele ou qualquer outro, tomará a estatueta de Leonardo DiCaprio este ano, digo que será uma das grandes injustiças da Academia, se isso vier mesmo a se confirmar.

garota-dinamarquesa9

Mas vamos ao que posso dizer sobre esse filme, alem do excelente desempenho de Eddie Redmayne. O longa é uma cinebiografia do primeiro homem do mundo a se submeter a uma cirurgia de mudança de sexo. É, como já mencionei no início, a história de Einar Wegener, pintor dinamarquês com um certo prestígio, casado com a também dinamarquesa, Gerda Wegener. A princípio, pode-se pensar que a garota dinamarquesa seria Gerda mas, com o desenrolar do filme, descobre-se que esta garota, na verdade, era Einar. Digo isso porque não li nada sobre o filme antes de ir vê-lo. Nem os cartazes eu olhei. Então, não tinha a menor ideia sobre o que tratava o filme. Claro que, para quem já tinha lido algo sobre o filme, saberia que a garota era Einar.

garota-dinamarquesa8web

Tom Hooper

Toda a trama começa, quando Gerda, também pintora, pede a Einar para posar para ela como se fosse uma mulher. Ela estava precisando de concluir uma pintura de uma mulher e estava faltando os pés.A modelo não poderia vir e ela estava com receio de não concluir o trabalho a tempo para a abertura de sua exposição. Entrega a Einar um par de meias e um sapato de mulher para ele calçá-las. Ele calça as meias e os sapatos e senta-se na cadeira.

Depois, ela manda ele ajeitar a perna para ficar como a da pintura, meio para trás, numa posição tipicamente feminina. Após alguns minutos pintando, ela descobre que precisava que ele estivesse com o vestido e lhe entrega sob o protesto dele, dizendo que não ia vestir aquilo. Ela diz que não precisava e coloca o vestido por cima dele. Nessa hora, Tom Hooper é muito sensível e Redmayne mais ainda. O espectador consegue perceber, só com as tomadas de câmera e o olhar de Einar, seus gestos, o quanto ele estava apreciando aquilo. Era visível sua satisfação sem nada de exageros. Uma coisa muito sutil e, aí reside a beleza do filme.

garota-dinamarquesa2web

Início do filme

A cena de abertura é mostrando o mar e um campo onde o mato alto balança ao vento. Depois, surge um cenário com cinco árvotes mortas (ou sem folhas) que terá grande destaque no filme. É um dos quadros de Einar que ele expõe numa vernissage. Gerda fica parada em frente a ele e uma mulher comenta: Você não gostaria de pintar assim como ele? Você deve estar orgulhosa do seu marido. Depois, o diretor mostra que aquilo se passava na cidade de Copenhague em 1926 e aparece Gerda abrindo a janela de um quarto e arrancando o lençol de cima de Einar dizendo que estava na hora de levantar. Ele lhe diz que estava na hora de ela voltar pra cama e ela contesta dizendo que estava pronta pra começar a trabalhar mas, termina cendendo ao convite de Einar e os dois vivem um belo momento de amor.

garota-dinamarquesa7web

A transformação

A transformação dele, com o passar do tempo é impressionante. Redmayne realmente demonstra por que é o melhor ator da atualidade. A variedade de expressões, de gestos, de sutilezas quase imperceptíveis, é algo a se destacar. Nas cenas finais, ele já está uma mulher embora ainda no corpo de um homem. E o desempenho de Alicia Vikander (Gerda), também é um ponto a se destacar no filme. Ela também concorre ao Oscar de melhor atriz coadjuvante e, tem boas chances de vencer. Quando ele começa a transformação, ela percebe que estava perdendo o marido. São sentimentos misturados que se mostram a cada cena. Ela que incentivou Einar, depois se lamenta porque queria o marido de volta.

garota-dinamarquesa6web

A crítica especializada na mídia

Não foi muito favorável a opinião da crítica especializada sobre este longa apesar de suas qualidades. Sabem qual foi um dos maiores pontos negativos do filme segundo ela? Parece incrível, mas é verdade. Criticaram porque não colocaram para viver Lili, uma mulher transsexual. Que exigência mais imbecil. Acaso uma mulher transsexual, antes da cirurgia, não foi homem? O que importa se o ator é ou não transsexual? Dificilmente encontrariam alguem que desempenhasse esse papel melhor que Redmayne. Se fosse assim, não poderiam haver atores que interpretassem mulheres ou vice-versa, como são os casos de Victor ou Victoria, por exemplo, onde Julie Andrews interpreta um homem ou o de Robin Williams em Babá quase perfeita.

E se formos chegar ao extremo do absurdo, não poderia haver nenhum ator que não fosse bombeiro para interpretar bombeiros, ou nenhum ator que não fosse um mafioso para interpretar Al Capone. Vamos ser mais racionais! Vão ser imbecis assim na casa da … (desculpem minha irritação)

É um filme bonito, bem cuidado, com interpretações primorosas e uma música belíssima de Alexandre Desplat. Mereceu quatro estrelinhas.4-estrelas-red

Produção – Estados Unidos
Ano de lançamento – 2015
Música – Alexandre Desplat
Duração do filme – 2 horas

Elenco e personagens:i Eddie Redmayne – Einar Wegener / Lili Elbe
Alicia Vikander – Gerda Wegener
Matthias Schoenaerts – Hans Axgil
Ben Whishaw – Henrik
Amber Heard – Ulla
Sebastian Koch – Warnekros
Emerald Fennell – Elsa
Adrian Schiller – Rasmussen

garota-dinamarquesa5

The following two tabs change content below.
Alberto Valença nasceu em Olinda - PE. Sempre gostou muito de escrever, sendo a leitura um de seus divertimentos preferidos. Com quatro graduações concluídas, o autor enveredou por várias áreas do conhecimento. Em 1973 concluiu Licencitaura em Física pela UFPE, em 1980 concluiu Bacharelado em Psicologia e Formação de Psicólogo com especialização na área de Psicologia Escolar. em 1999 bacharelou-se em Direito e, no mesmo ano, foi aprovado na OAB-PE exercendo a profissão por dez anos. Publicou em 2014 um poema numa antologia e, agora, publica 15 poemas em outra antologia. Desde a infância gostava também de cinema e, em 2006, criou o blog Verdades de um Ser no qual divulga seus textos e comenta sobre literatura e cinema. Posteriormente, criou também o blog O seu companheiro de viagem, com o qual compartilha suas experiências de viagem oferecendo sempre dicas valiosas para quem quer viajar.
Share