Tudo vai ficar bem – Wim Wenders [Filme]

Share

Direção: Wim Wenders

tudo-vai-ficar-bem-capa

Título original – Every thing will be fine

O roteiro deste longa do famoso e premiado diretor Wim Wenders, que nos últimos 7 ou 8 anos dedicou-se exclusivamente aos documentários, sendo os mais recentes Pina (2011) e Sal da Terra (2014), é do escritor norueguês Bjørn Olaf Johannessen deixando-o meio perdido na condução dos dramas dos diversos personagens, a começar pelo protagonista principal, Tomas, um escritor em crise conjugal e com dificuldades existenciais e familiares que provoca um acidente com vítima fatal.

tudo-vai-ficar-bem-3

Logo no início do filme, Tomas vai dirigindo por uma estrada coberta de neve e, repentinamente, percebe que o carro batera em algo. Para e desce para ver o que acontecera, torcendo para não ser nada grave. Ao avistar um menino em frente ao carro, tem um alívio pois ele estava bem, embora assustado e meio que em estado de choque. Pouco depois, ele descobre que não fora aquele o menino que ele atropelara e que a vítima do acidente era o irmão do menino e que estava morto.

tudo-vai-ficar-bem-5

Isso mexe completamente com a vida dele, da mãe dos meninos (Kate) e da criança sobrevivente (Christopher). A angústia de Tom se contrasta com a expressão fria e controlada do personagem. Creio que o diretor quis comparar o cenário das locações no Canadá, repleta de neve e frio, com as reações de aparente insensibilidade de Tom. Inclusive, este é um dos diálogos mais inquietantes do filme, quando sua última namorada e mãe de Mina, vários anos depois do acidente, fica abismada como era que ele, depois de um episódio como o que haviam acabado de vivenciar num parque de diversões, onde uma mulher sofre um sério acidente e ele ajuda a resgatá-la de baixo dos escombros.  Ann mostra suas mãos ainda tremendo e pede que ele mostre as suas pois, tinha certeza que estariam totalmente paradas, calmas, aparentando uma total insensibilidade de Tom.

tudo-vai-ficar-bem-2

Ao longo de seu processo de cura do forte abalo que sofrera com a morte do garoto, Tom chega até a tentar o suicídio. A questão principal porem, é que a trajetória dos personagens não é muito convincente nem tampouco arrumada. A relação de Tomas com o pai, fica muito a desejar, bem como sua relação com a primeira mulher (Sara), que só no final vem a ter um comportamento mais real, embora já não mais necessário. Fica um pouco fora do contexto toda aquela encenação entre Tomas e Sara na escadaria de um teatro aonde Tomas tinha ido com a atual namorada, Ann, para assistir a uma apresentação de uma banda. Nem fica muito claro se aquela banda era da filha de Ann, Mina, nem tambem o que Sara vai fazer fora do teatro para conversar com uma pessoa que a fez sofrer tanto.

tudo-vai-ficar-bem-7

Infelizmente, Gainsbourg é muito mal explorada pelo famoso diretor Wim Wenders. Charlote ganhou o César de atriz revelação em 1986 por seu trabalho em L’Effrontée e melhor atriz coadjuvante em 2000 por Três irmãs (La Bûche) alem de seus brilhantes desempenhos recentes em Samba (2014) e Ninfomaníaca I e II (2013 e 2014).

tudo-vai-ficar-bem-6

O filme é bom, mas deixa muito a desejar, apesar da fotografia belíssima e de uma música bonita. Mereceu três estrelinhas.

estrelasred

Gênero – Drama, Psicológico, Mistério
Duração: 118 min.
Produção: Alemanha, Canadá, França, Suécia, Noruega
Roteiro: Bjørn Olaf Johannessen
Fotografia: Benoît Debie

tudo-vai-ficar-bem-1

Elenco e personagens:
James Franco – Tomas Eldan
Charlotte Gainsbourg – Kate
Marie-Josée Croze – Ann
Rachel McAdams – Sara
Robert Naylor – Christopher
Patrick Bauchau – Pai
Peter Stormare – Editor
Lilah Fitzgerald – Jovem Mina
Julia Sarah Stone – Mina

Estreia nacional – Hoje, 10/03/2016

tudo-vai-ficar-bem-4

tudo-vai-ficar-bem-9

tudo-vai-ficar-bem-8

The following two tabs change content below.
Alberto Valença nasceu em Olinda - PE. Sempre gostou muito de escrever, sendo a leitura um de seus divertimentos preferidos. Com quatro graduações concluídas, o autor enveredou por várias áreas do conhecimento. Em 1973 concluiu Licencitaura em Física pela UFPE, em 1980 concluiu Bacharelado em Psicologia e Formação de Psicólogo com especialização na área de Psicologia Escolar. em 1999 bacharelou-se em Direito e, no mesmo ano, foi aprovado na OAB-PE exercendo a profissão por dez anos. Publicou em 2014 um poema numa antologia e, agora, publica 15 poemas em outra antologia. Desde a infância gostava também de cinema e, em 2006, criou o blog Verdades de um Ser no qual divulga seus textos e comenta sobre literatura e cinema. Posteriormente, criou também o blog O seu companheiro de viagem, com o qual compartilha suas experiências de viagem oferecendo sempre dicas valiosas para quem quer viajar.
Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Desvende a charada para validar o comentário *