Memória de minhas putas tristes – Gabriel Garcia Marquez [Livro]

Share

Memória de minhas putas tristes

garcia marquez2

O livro foi escrito por Gabriel Garcia Marquez antes de completar 90 anos, sendo portanto, uma ficção, pois fala de um jornalista que acabara de completar aquela idade e, é uma verdadeira preciosidade. A despeito de já ter lido Cem anos de solidão, e da fama de Garcia Marquez, conhecia muito pouco sobre o autor até ler este livro que é um tesouro para você guardar com cuidado. O autor nos oferece com um raro bom-humor, situações emocionantes e reveladoras de sua personalidade, embora o livro seja uma ficção.

Memória de minhas putas tristes – Gabriel Garcia Marquez, Trad. Eric Nepomuceno, 25ª ed. RJ, Record, 2014, 128p.

Memória de minhas putas tristes

Para o aniversário de 90 anos do autor, ele resolve que merecia transar com uma virgem. Encomenda então uma moça dessas, à dona de um bordel que ele costumava frequentar. No dia do aniversário ele sai todo arrumado para o bordel. Lá chegando, encontra a moça nua, deitada na cama e dormindo. A dona do bordel diz a ele que era melhor deixá-la dormir um pouco, pois assim, ela relaxaria. Ele então passa um tempão admirando aquele corpo na sua frente. A descrição das coisas é o ponto alto do livro. Apesar de ainda estar muito no começo, quando escrevi o texto acima para dar uma opinião mais segura sobre o livro mas, parecia ser um livro muito interessante. Ao longo da leitura fui gravando impressões no Skoob e, a seguir, transcrevo o que registrei por lá.

“Que delícia de leitura! Difícil alguém chegar aos 90 anos. Mais ainda, chegar a esta idade com o espírito jovem, a pureza e exuberância da juventude. Que ser humano fantástico! Nem gostava tanto assim de Garcia Marquez mas, depois dessa leitura vou procurar ler outros livros dele alem do clássico Cem anos de solidão que já li.”

“E de repente, um texto que aparentava apresentar uma história de depravação, transformou-se numa sublime declaração de amor. Belo!”

“Acabei de ler este livro que me surpreendeu. Recomendo a todos sua leitura. O que mais me deixou encantado foi a personalidade do autor exposta entre uma página e outra de revelações e declarações de amor. Recomendo. Nota – 4”

Gabriel Garcia Marquez

O autor nasceu em Aracataca, Colômbia em 6 de março de 1927 e faleceu na Cidade do México em 17 de abril de 2014 de pneumonia. Foi escritor, jornalista, editor, ativista e político. Trabalhou também como diretor de cinema. Recebeu em 1982 o Prêmio Nobel de Literatura pelo conjunto de sua obra e foi também agraciado 10 anos antes, com o Prêmio Internacional Neusdadt de Literatura. É considerado um dos melhores autores do século XX tendo mais de 40 milhões de livros vendidos no mundo todo, traduzido em 36 idiomas.

Tinha 10 irmãos e foi criado por seus avós maternos pois, quando ele tinha dois anos, seus pais se mudaram para Barranquilla, no extremo norte do país e ele ficou em Aracataca com os avós. Seu avô era um veterano da Guerra dos Mil Dias e encantava o garoto com suas histórias e, juntamente com a esposa, influenciaram muito a vida de Garcia Marquez como se pode comprovar em Cem anos de solidão, o livro mais famoso do autor.

Aos oito anos, com a morte do avô, mudou-se para junto dos pais. Estudou Direito e Ciências Políticas na Universidade Nacional da Colômbia mas não concluiu. Como jornalista trabalhou no jornal El Universal e no El Heraldo como repórter. Tinhas fortes ligações com Fidel Castro, o que lhe custou perseguições pela CIA enquanto estava em Nova Iorque em 1961.

Dentre os seus mais de 30 livros publicados, destacam-se Cem anos de solidão (1967), O amor nos tempos do cólera (1985), Relato de um náufrago (1995 embora tenha sido publicado pela primeira vez em 1955 pelo jornal El Espectador), O general em seu labirinto (1989) e Memória de minhas putas tristes (2004).

O livro mereceu quatro estrelinhas.4-estrelas-red

Obs. Existe também um filme homônimo dirigido por Henning Carlsem com Emilio Echevarria e Angela Molina de 2011. Em breve este filme será disponibilizado aqui no blog para você ver online. Aguarde.

memoria de minhas putas tristes2web

 

The following two tabs change content below.
Alberto Valença nasceu em Olinda - PE. Sempre gostou muito de escrever, sendo a leitura um de seus divertimentos preferidos. Com quatro graduações concluídas, o autor enveredou por várias áreas do conhecimento. Em 1973 concluiu Licencitaura em Física pela UFPE, em 1980 concluiu Bacharelado em Psicologia e Formação de Psicólogo com especialização na área de Psicologia Escolar. em 1999 bacharelou-se em Direito e, no mesmo ano, foi aprovado na OAB-PE exercendo a profissão por dez anos. Publicou em 2014 um poema numa antologia e, agora, publica 15 poemas em outra antologia. Desde a infância gostava também de cinema e, em 2006, criou o blog Verdades de um Ser no qual divulga seus textos e comenta sobre literatura e cinema. Posteriormente, criou também o blog O seu companheiro de viagem, com o qual compartilha suas experiências de viagem oferecendo sempre dicas valiosas para quem quer viajar.
Share

Uma ideia sobre “Memória de minhas putas tristes – Gabriel Garcia Marquez [Livro]

  1. Samuel

    Olá comecei a ler mais perdi o site que estava lendo on line, poderia vc me dar uma dica como consigo ler on line ou baixa-lo em pdf
    Obrigado

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Desvende a charada para validar o comentário *