Cria cuervos – Carlos Saura [Filme online]

Share

Direção – Carlos Saura

Carlos Saura é o diretor responsável por esta obra-prima do cinema espanhol estrelado por Geraldine Chaplin e Ana Torrent, vivendo mãe e filha. Com música belíssima de José Luis Perales, o filme narra a história de uma menina que assiste à morte do pai e vive uma fantasia de que controla a vida e a morte das pessoas.

Título original – Cria cuervos

Carlos Saura era, na época do lançamento deste filme, um dos maiores diretores do cinema espanhol. O filme foi realizado num período crítico da Espanha. Em 1975 havia morrido o generalíssimo Franco, que governou o país durante quase quarenta anos como ditador. Após a morte de Franco, assume o poder o Rei Juan Carlos e a Espanha acabara de passar de um regime ditatorial para um período monárquico. Esse cenário se reproduz no filme através do pai de Ana que vem a morrer na cama com a amante.

Anselmo, o pai de Ana é um militar que remete o espectador aos anos do Franquismo espanhol. A casa de Ana simboliza a Espanha daqueles anos vivendo num regime de força. Uma ditadura que não permitia nenhuma expressão do seu povo. O espanhol vivia em silêncio tal qual a avó de Ana que ao longo de todo o filme não emite nenhum som sequer. Entra muda e sai calada, como se fala no popular.

O filme começa com a apresentação de um álbum de fotografias de uma família, a família de Ana. Nele, vemos fotos de vários momentos da família onde Ana e as irmãs estão brincando, correndo alegres ou em momentos de seriedade ou até de tristeza. O pai e a mãe das crianças, anotações explicativas, etc.

Ana assiste a morte do pai e acredita que ela é a responsável por aquilo. Vê uma mulher saindo do quarto dele e logo em seguida, ao entrar no quarto encontra o pai inerte sobre a cama. Chama-o mas ele não responde. Ela vê um copo com um pó em cima da escrivaninha que ela tinha colocado ali e leva este copo para cozinha e lava-o colocando junto com os outros copos numa bandeja. Ela imagina então que a mãe chega e lhe pergunta o que estava fazendo ali. Sua mãe já havia morrido. Fica-se sabendo disso logo a seguir qundo no dia seguinte, ela conta sobre o ocorrido à irmã mais velha.

Uma cena que há de se destacar é um prato com pés de galinha dentro da geladeira que aparece mais de uma vez. Perguntaram numa entrevista a Saura o que significavam aqueles pés de galinha e ele responde que eram apenas pés de galinha. Que Geraldine Chaplin que na época era sua esposa, gostava de guardar os pés de galinha para fazer sopa. Então, na realidade, aqueles pés de galinha não são nenhum símbolo, ao contrário de muitas outras coisas no filme.

O título do filme está relacionado com um dito popular espanhol que diz: Cria cuervos y ellos te sacaron los ojos. Traduzindo, significa “Crie corvos e eles te arrancarão os olhos”.

Este filme mereceu cinco estrelinhas.

Produção – Espanha
Duração do filme – 1 hora e 47 minutos
Música – José Luis Perales
Ano de lançamento – 1976
Elenco e personagens:
Geraldine Chaplin … Ana adulta e a mãe
Mónica Randall … Paulina
Florinda Chico … Rosa
Ana Torrent … Ana criança
Héctor Alterio … Anselmo (o pai)
Germán Cobos … Nicolás Garontes
Mirta Miller … Amelia Garontes
Josefina Díaz … Avó
Conchita Pérez … Irene
Juan Sánchez Almendros…
Mayte Sanchez … Juana

LEIA AS INSTRUÇÕES ABAIXO COM ATENÇÃO

Se você chegou até aqui através da página Compartilhando minhas verdades [Filmes online] você já deve ter lido as instruções abaixo. Basta então seguir àquilo que você já leu naquela página. Caso tenha vindo até aqui diretamente pela postagem, leia com atenção o restante das instruções.

Para assistir ao filme abaixo, você deve clicar na setinha para direita. e logo em seguida clicar em pausar. Espere para carregar o filme aguardando algum tempo. Dependendo da velocidade de sua conexão, isto poderá levar de 5 a 10 minutos, até que o filme seja carregado. Depois desse tempo clique na setinha novamente para parar a exibição. Aguarde então alguns minutos mais, enquanto os próximos minutos do filme são carregados. Você verá a linha do tempo sendo preenchida. Quando ela estiver preenchida até perto da metade, pode dar início novamente à exibição.

Se a espera for maior do que este tempo, sugiro que reduza a resolução para 240p. Isto irá baixar a qualidade da imagem, ou então, espere mais tempo. Provavelmente, neste caso, se você não baixar a resolução, haverá interrupções ao longo da exibição. Porém se a velocidade de sua conexão estiver boa, aumente a resolução conforme desejar para usufruir de melhor qualidade.

Ajuste o áudio conforme sua conveniência no próprio player do filme e no seu sistema operacional. É recomendável a utilização de fones de ouvido para apreciar melhor os sons do filme. Você também pode assistir ao filme em tela cheia, basta clicar na setinha (semelhante à figura abaixo) do lado inferior direito.

full-screen-simbolo

Depois de assistir ao filme, pode fazer um comentário sobre ele. Até peço que o faça. Será muito útil. Não só para mim, que poderei avaliar como está repercutindo meu esforço, como também para outros visitantes, que poderão saber opiniões de outras pessoas sobre o filme a que irão assistir (ou não).  Basta clicar em “ xx Resposta(s)” no início da postagem no canto superior esquerdo. Boa diversão.

IMPORTANTE

Este blog não tem fins lucrativos. Não recebo nada pelo que ofereço, além da satisfação dos leitores. No blog não tem propaganda de nenhuma espécie. Não tenho intenção de infringir a lei. Se algém se sentir prejudicado em seus direitos autorais, basta me enviar uma mensagem pelo email que tirarei de imediato o filme do blog.

contato-blog

 

The following two tabs change content below.
Alberto Valença nasceu em Olinda - PE. Sempre gostou muito de escrever, sendo a leitura um de seus divertimentos preferidos. Com quatro graduações concluídas, o autor enveredou por várias áreas do conhecimento. Em 1973 concluiu Licencitaura em Física pela UFPE, em 1980 concluiu Bacharelado em Psicologia e Formação de Psicólogo com especialização na área de Psicologia Escolar. em 1999 bacharelou-se em Direito e, no mesmo ano, foi aprovado na OAB-PE exercendo a profissão por dez anos. Publicou em 2014 um poema numa antologia e, agora, publica 15 poemas em outra antologia. Desde a infância gostava também de cinema e, em 2006, criou o blog Verdades de um Ser no qual divulga seus textos e comenta sobre literatura e cinema. Posteriormente, criou também o blog O seu companheiro de viagem, com o qual compartilha suas experiências de viagem oferecendo sempre dicas valiosas para quem quer viajar.
Share

Uma ideia sobre “Cria cuervos – Carlos Saura [Filme online]

  1. Denise

    Um filme realmente impressionante, por todo o simbolismo, o diretor impecavel, a musica maravilhosa e ate o titulo, que tem bastante a ver com a realidade da vida. Assisti e como estou num periodo da vida muito sensivel, com coisas nao planejadas acontecendo, nao vou poder assistir agora, pois sei que me fara chorar. Mas sei que eh belissimo! Parabens pela resenha e pela divulgacao! Um abraco!
    DenisesPlanet.com

Os comentários estão fechados.