Mickey One – Arthur Penn [Filme visto há 50 anos

Share

Direção – Arthur Penn

Arthur Penn, o mesmo de O milagre de Anne Sullivan (1962) e, posteriormente, Caçada Humana (1966) e Bonnie & Clyde (1967), dirige este maravilhoso filme de ação e crítica à bomba atômica e ao despreparo da sociedade para enfrentar tamanho perigo.

Resolução

Tomei hoje uma resolução que já vinha com ela em pensamento há muito tempo. Vou transcrever para o blog o meu caderno de anotações de cinema de 50 anos atrás, isto é, dos filme a que assisti em 1967. Como já estamos em abril, incluirei um filme a cada dia até chegar na data atual, quando passarei a anotar na mesma data em que assisti ao filme há 50 anos.

Até o dia 07 de maio eu assisti a 40 filmes. Então, na razão de um filme publicado a cada dia, no dia 13 de maio terei publicado todos os filmes vistos em 1967 até a data de 13 de maio, que é a data em que assisti ao quadragésimo primeiro filme. Então, no dia 14 eu publicarei o filme a que assisti em 13 de maio e no dia 15, ao que assisti no dia 15 de maio e assim por diante.

Hoje postarei o primeiro filme a que assisti em 1967 – Mickey One, visto no dia 03 de janeiro, uma terça-feira, no cinema Moderno. Este filme já foi postado anteriormente aqui no blog mas, em outras circunstâncias, razão pela qual o postarei novamente. Apenas não vou transcrever o que escrevi sobre ele no meu cadernos de anotações para não publicar a mesma coisa duas vezes. Deixo a seguir um link para quem quiser saber o que escrevi e conhecer um pouco mais sobre este filme.

Postagem anterior sobre este filme

Título original – Mickey One

Mickey One é um personagem interpretado por Warren Beatty, que estreou como ator num filme de Elia Kazan de 1961 – O clamor do sexo, contracenando com Natalie Wood. É um filme em preto e branco com uma belíssima fotografia de Ghislain Cloquet, uma direção segura e desembaraçada, com desempenhos impecáveis de Warren Beatty e Alexandra Stewart.

Dados sobre o filme

Produção – Estados Unidos
Ano de lançamento – 1965
Duração do filme – 1 hora e 33 minutos
Direção – Arthur Penn
Gênero – Drama romântico psicológico policial de ação,, mistério e crítica.
Elenco e personagens:
Warren Beatty como Mickey One
Alexandra Stewart como Jenny
Hurt Hatfield como Ed Castle
Franchot Tone como Ruby Lopp
Teddy Hart como Berson
Jeff Corey como Fryer
Kamatari Fujiwara como o artista
Donna Michelle como a garota

Minha opinião sobre o filme

O filme é maravilhoso e, como escrevi na postagem original, Mickey One não pode ser visto de forma absoluta. É um filme cheio de símbolos. Desde o início do filme, quando aparece um carro sendo esmagado por uma máquina num ferro velho, representando o homem sendo esmagado pelo mundo, até o brinquedo SIM que um japonês fizera com um monte de ferro velho. E notem que quem fez o brinquedo não foi um americano e sim, um japonês. A bomba atômica foi jogada no Japão pela primeira vez. E o monte de ferro velho, bem representa o que restou do Japão após Hiroshima e Nagasaki. Arthur Penn quis nos mostrar com este filme que, o homem moderno, mesmo após a morte, necessita se mover, como acontece com o brinquedo. E como aconteceu com o Japão após a bomba. O filme é maravilhoso e mereceu quatro esterlinhas.

The following two tabs change content below.
Alberto Valença nasceu em Olinda - PE. Sempre gostou muito de escrever, sendo a leitura um de seus divertimentos preferidos. Com quatro graduações concluídas, o autor enveredou por várias áreas do conhecimento. Em 1973 concluiu Licencitaura em Física pela UFPE, em 1980 concluiu Bacharelado em Psicologia e Formação de Psicólogo com especialização na área de Psicologia Escolar. em 1999 bacharelou-se em Direito e, no mesmo ano, foi aprovado na OAB-PE exercendo a profissão por dez anos. Publicou em 2014 um poema numa antologia e, agora, publica 15 poemas em outra antologia. Desde a infância gostava também de cinema e, em 2006, criou o blog Verdades de um Ser no qual divulga seus textos e comenta sobre literatura e cinema. Posteriormente, criou também o blog O seu companheiro de viagem, com o qual compartilha suas experiências de viagem oferecendo sempre dicas valiosas para quem quer viajar.
Share

2 ideias sobre “Mickey One – Arthur Penn [Filme visto há 50 anos

  1. Denise

    Bastante simblica a cena em que o carro eh esmagado e feito como sucata… e apos, um brinquedo feito de sucata… eh a analogia, sim, de que o Japao sofreu com as bombas, mas se reergueu… que eh o que acontece com a humanidade, apos uma perda…. muitos se reerguem. Este filme deve ser realmente maravilhoso, gostaria de assitir! Um abraco!
    Denise

  2. Kristen

    There is definately a great eal to learn abouit this topic.
    I lije all off the poijts you’ve made. It’s perfec tije to make soe ploans for the fujture and it’s timke to be happy.
    I’ve read this post and if I could I desire too sughgest you few interesting things or suggestions.
    Pergaps you could write next articles efering to thos article. I wish tto rsad even more thiings about it!
    Hi would yoou mind lrtting me how which hosting copany you’re using?
    I’ve loared your blog in 3 different web brosers and I must say this blog lads a lott faster the most.

    Can you recommend a good hpsting provider at a fair
    price? Thank you, I appreciate it!

Os comentários estão fechados.