Horas perdidas – Daniel M. Petrie [Filme visto há 50 anos]

Share

Título original – Stolen hours

Stolen hours (Horas perdidas) é um filme lançado em 1963 estrelado por Susan Hayword que não teve grande repercussão.

Direção – Daniel M. Petrie

Daniel M. Petrie também dirigiu O sol tornará a brilhar (1961), Cocoon II – O regresso (1988) e Lassie (1994).

Dados técnicos sobre o filme

Produção – Estados Unidos / Inglaterra
Ano de lançamento – 1963
Duração do filme – 1 hora e 37 minutos
Gênero – Drama romântico psicológico
Colorido em tela pequena
Elenco e personagens:
Susan Hayward … Laura Pember
Michael Craig … Dr. John Carmody
Diane Baker … Ellen
Edward Judd… Mike Bannerman
Paul Rogers … Dr. Eric McKenzie
Robert Bacon … Peter
Paul Stassino … Dalporto
Jerry Desmonde … Coronel
Ellen McIntosh … Miss Kendall
Gwen Nelson … Freira do Hospital
Peter Madden … Reynolds
Joan Newell … Sra. Hewitt
Chet Baker … Ele próprio

Sinopse

Laura sai de uma festa sozinha, pega seu carro e sai dirigindo pela estrada. No caminho ela sente-se mal pois não estava enxergando direito e, desnorteada, está prestes a bater em um ônibus parado em sua frente, quando freia repentinamente. A muito custo, consegue chegar em casa ilesa.

Ela é examinada por John e tem que se submeter a uma cirurgia no cérebro para remover um tumor. quando desaparecem os sintomas.

Minha opinião sobre o filme

Assisti a este filme no dia 10 de fevereiro de 1967 no cinema Moderno. Era uma sexta-feira. Considerei-o ótimo mas, na sua cotação artística, atribuí apenas duas estrelinhas e a cotação moral considerada foi para adolescentes.

 

The following two tabs change content below.
Alberto Valença nasceu em Olinda - PE. Sempre gostou muito de escrever, sendo a leitura um de seus divertimentos preferidos. Com quatro graduações concluídas, o autor enveredou por várias áreas do conhecimento. Em 1973 concluiu Licencitaura em Física pela UFPE, em 1980 concluiu Bacharelado em Psicologia e Formação de Psicólogo com especialização na área de Psicologia Escolar. em 1999 bacharelou-se em Direito e, no mesmo ano, foi aprovado na OAB-PE exercendo a profissão por dez anos. Publicou em 2014 um poema numa antologia e, agora, publica 15 poemas em outra antologia. Desde a infância gostava também de cinema e, em 2006, criou o blog Verdades de um Ser no qual divulga seus textos e comenta sobre literatura e cinema. Posteriormente, criou também o blog O seu companheiro de viagem, com o qual compartilha suas experiências de viagem oferecendo sempre dicas valiosas para quem quer viajar.
Share