3 Histórias de amor – Alberto D’Aversa [Filme visto há 50 anos]

Share

Direção – Alberto D’Aversa

Alberto D’Aversa dirigiu antes deste filme Seara Vermelha (1963) baseado num romance de Jorge Amado. Ele era um diretor italiano que se radicou no Brasil. Morreu em São Paulo aos 49 anos de idade. Atualmente existe um teatro em São Paulo com o nome do diretor.

Título original – 3 Histórias de amor (Filme brasileiro)

Este filme brasileiro que foi lançado em 1966 e teve pouca repercussão como quase todos os filmes brasileiros. Com o filme 3 Histórias de amor, Joana Fomm e Dina Sfat foram premiadas. A primeira recebeu uma Menção Honrosa e a segunda, o Prêmio de Revelação Feminina no Festival de Cinema do Cabo Frio, RJ em 1966.

Aviso

Este filme já foi postado anteriormente aqui no blog com as anotações feitas no meu caderno de cinema mas, em virtude de eu estar publicando todos os filmes a que assisti em 1967 na ordem cronológica em que os vi há 50 anos, estou publicando-o novamente. Evidentemente, com outros comentários e informações que não constam na postagem original. Para quem desejar ler o que escrevi na outra postagem, abaixo vai um link que direciona para ela.

Postagem anterior sobre este filme

Aviso 2 – As fotografias desta postagem foram extraídas do site Preservação e difusão do acervo fotográfico da Cinemateca Brasileira. Para acessar a página clique no link.

Aviso 3 – Para ampliar as fotos basta clicar sobre elas.

Minha opinião sobre o filme

Assisti a este filme no cinema São Luiz no dia 12 de março, um domingo. Considerei-o como um filme bom, tendo merecido apenas duas estrelas na cotação artística e na cotação moral foi encarado como um filme condenável, pelas cenas de sexo existentes.

Desta vez estou oferecendo várias fotos do filme quando, na primeira postagem, contem apenas uma foto dele.

Extraída do site do Governo Federal  Cinemateca Brasileira que pode ser acessado através do link.

Dados técnicos do filme

Produção – Brasil
Ano de lançamento – 1966
Duração do filme – 1 hora e 40 minutos
Gênero – Drama psicológico cômico e romântico
Preto e branco em tela pequena
Elenco e personagens:
Alvim Barbosa … (“A Carreta – Amor no Campo”)
Ricardo de Luca … (“A Carreta – Amor no Campo”)
Ruthinéa de Moraes … (“A Construção – Amor na Cidade”)
Francisco Diez … (“Madrugada – Amor na Praia”)
Shirley Escada … (“Madrugada – Amor na Praia”)
Nadir Fernandes … (“Madrugada – Amor na Praia”)
Joana Fomm … (segment “A Construção – Amor na Cidade”)
Edgard Franco … (segment “Madrugada – Amor na Praia”)
Gaby Go… (segment “Madrugada – Amor na Praia”)
Anita Kennedy … (segment “Madrugada – Amor na Praia”)
Roberto Orosco … (segment “Madrugada – Amor na Praia”)
Zéluiz Pinho … (segment “A Construção – Amor na Cidade”)
Renato Restier … (segment “Madrugada – Amor na Praia”)
Adelaide Ribeiro … (segment “Madrugada – Amor na Praia”)
Sílvio Rocha … (segment “A Carreta – Amor no Campo”)
Alberto Ruschel … (segment “A Construção – Amor na Cidade”) (as Alberto Miranda)
Dina Sfat … (segment “A Carreta – Amor no Campo”)
Ary Toledo … (segment “A Construção – Amor na Cidade”)
Nelson Xavier … (segment “A Construção – Amor na Cidade”)

 

A foto do cartaz acima foi extraída do site Cinemateca Brasileira e pode ser acessada através do link.

The following two tabs change content below.
Alberto Valença nasceu em Olinda - PE. Sempre gostou muito de escrever, sendo a leitura um de seus divertimentos preferidos. Com quatro graduações concluídas, o autor enveredou por várias áreas do conhecimento. Em 1973 concluiu Licencitaura em Física pela UFPE, em 1980 concluiu Bacharelado em Psicologia e Formação de Psicólogo com especialização na área de Psicologia Escolar. em 1999 bacharelou-se em Direito e, no mesmo ano, foi aprovado na OAB-PE exercendo a profissão por dez anos. Publicou em 2014 um poema numa antologia e, agora, publica 15 poemas em outra antologia. Desde a infância gostava também de cinema e, em 2006, criou o blog Verdades de um Ser no qual divulga seus textos e comenta sobre literatura e cinema. Posteriormente, criou também o blog O seu companheiro de viagem, com o qual compartilha suas experiências de viagem oferecendo sempre dicas valiosas para quem quer viajar.
Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Desvende a charada para validar o comentário *