Arquivo da tag: filme online

O homem do prego – Sidney Lumet [Filme visto há 50 anos e filme online]

Share

Título original – The pownbroker

The pownbroker (O homem do prego) é o exemplo de um filme torturante mas, de enorme valor pela exploração muito aprofundada dos sentimentos dos personagens, especialmente do sofrido Sol Nazerman (Rod Steiger) na melhor interpretação de sua carreira.

O filme é baseado no livro The pownbroker de Edward Lewis Wallant.

Direção – Sidney Lumet

Do mesmo diretor de Fail Safe (Limite de segurança), uma obra-prima do cinema universal, Sidney Lumet também se revela com este filme, realizado no mesmo ano do anterior, como  um dos melhores diretores do cinema americano, um excelente realizador.

Seu primeiro filme já foi ganhando o Urso de Ouro no Festival de Berlim em 1957. Foi a primeira versão do filme Doze homens e uma sentença, com John Ford no papel principal. Ele também foi o realizador de A colina dos homens perdidos (1965) e O grupo (1966).

Aviso

Este filme já tem uma postagem sobre ele aqui no blog e, por essa razão, não reproduzirei as minhas anotações no caderno de cinema de 1967. Para quem quiser ler o que escrevi na outra Continue lendo

Share

Seduzida e abandonada – Pietro Germi [Filme visto há 50 anos e filme online]

Share

Título original – Sedotta e abbandonata

Neste filme italiano de 1964 Sedotta e abbandonata (Seduzida e abandonada), estrelado pela belíssima Stefania Sandrelli, iremos assistir a fortes críticas aos costumes sociais sicilianos que são inaceitáveis e absurdos. Sendo hoje sexta-feira, coincidiu a postagem reservada para esta data ser a de Seduzida e abandonada que você poderá ver este filme online como cortesia do Blog Verdades de um Ser.

Direção – Pietro Germi

O mesmo diretor do divertidíssimo Divórcio à italiana (1961), com o qual conquistou o Oscar de Melhor roteiro original em 1962, Pietro Germi foi também indicado ao Oscar de Melhor diretor por aquele filme. Este Seduzida e abandonada foi realizado logo a seguir o filme mencionado.

Dados técnicos sobre o filme

Produção – Itália / França = Franco Cristaldi
Direção – Pietro Germi
Em preto e branco e tela pequena
Ano de lançamento – 1964
Duração do filme – 1 hora e 55 minutos

Elenco e personagens:
Stefania Sandrelli como Agnese Ascalone
Aldo Puglisi como Peppino Califano
Saro Urzì como Don Vincenzo Ascalone
Lola Braccini como a mãe
Lando Buzzanca como Antonio Ascalone
Leopoldo Trieste como Barão Rizieri Zappalà
Lola Braccini como Amalia Califano
Umberto Spadaro como o primo Ascalone
Roteiro baseado no livro de Luciano Vincenzoni
Rocco D’Assunta como Orlando Califano
Paola Biggio  como Matilda Ascalone
Oreste Palella  como Potenza, o chefe de polícia
Lina La Galla como Francesca Ascalone
Roberta Narbonne como Rosaura Ascalone
Rosetta Urzi como Consolata, a empregada
Adelino Campardo Bisigato
Vincenzo Licata como Profumo, o agente funerário
Italia Spadaro como tia Carmela
Gustavo D’Arpe Ciarpetta, o advogado
Salvatore Fazio como padre Mariano
Roteiro Pietro Germi, Luciano Vincenzoni, Agenore Incrocci e Furio Scarpelli

Minha opinião sobre o filme

Assisti a este filme no cinema São Luiz no dia de fevereiro de 1967, um sábado. Na ocasião eu o Continue lendo

Share

O indomado – Martin Ritt [ Filme online ]

Share

Título original – Hud

indomado1Este filme assisti a ele em 14 de janeiro de 1967, há 50 anos portanto. É um filme extraordinário com um desempenho impecável de Paul Newman que, para compor o personagem, passou várias semanas trabalhando numa propriedade no Texas.

Aviso

Havia anunciado na semana passada que hoje seria oferecido O caçador de pipas mas, um imprevisto, impediu esta postagem. Peço desculpas e, no seu lugar, estou disponibilizando o filme O indomado, numa cortesia do blog FilmesAntigosTV do meu amigo Moacir Zerlin,  Este filme já havia sido postado aqui no dia 22 de junho de 2014 mas, fazendo algumas Continue lendo

Share

Star Wars VII – O despertar da força – J. J. Abrams [Filme online]

Share

Título original – Star Wars – The force awakens

O último episódio da série Star Wars, este The force awakens é o coroamento da luta entre o bem e o mal. Foi lançado em 2015 e teve um sucesso espetacular. Tornou-se a maior estreia do cinema mundial com seus US$ 529 milhões só no primeiro final de semana de arrecadação.

Direção – J. J. Abrams

J. J. Abrams não só dirigiu como também foi co-responsável pelo roteiro do longa, bem como é também um dos produtores. Este filme é o primeiro da trilogia que está sendo iniciada e que foi denomiada de “Trilogia sequela” (Wikipédia)

Aviso e pedido de desculpas

Na última sexta-feira havia anunciado que hoje seria oferecido o quinto episódio da série Star Wars – O retorno de Jedi mas, infelizmente, o Vk bloqueou a exibição por violação dos direitos Continue lendo

Share

Crepúsculo dos deuses – Billy Wilder [Filme online]

Share

Direção – Billy Wilder

Billy Wilder que também dirigiu Pacto de sangue (1944), Farrapo humano (1945), A montanha dos sete abutres (1951) e Sabrina (1954), entre muitos outros, é o responsável por este ótimo filme biográfico. Recebeu ao longo de sua carreira inúmeros prêmios, incluindo vários Oscars. Com Farrapo humano ele ganhou Oscar de Melhor direção, Melhor roteiro e Melhor filme. E com este Sunset Boulevard ganhou o Oscar de Melhor roteiro.

Título original – Sunset Boulevard

 Sunset Boulevard é uma avenida que cruza as cidades de Los Angeles e Beverly Hills na Califórnia, Estados Unidos.

Norma Desmond era uma atriz decadente de Hollywood que já fizera muito sucesso no passado. Era uma verdadeira estrela do Tempo do Cinema Mudo. Joe Gillis era um escritor frustrado que tenta sobreviver escrevendo roteiros de 5ª categoria para agentes de cinema mas está endividado.

Característica importante do filme

O filme tem uma característiva bem singular: é narrado por um morto. Tal qual acontece em Memórias Póstumas de Brás Cubas. Logo no início do filme, aparecem vários carros chegando a uma das mansões da Sunset Boulevard. Lá encontram um corpo boiando na piscina da mansão. Morto, assassinado. A mansão se enche de gente. Às 5 horas da manhã. Repórteres, policiais, curiosos. Diz o narrador: “Vão ficar sabendo no noticiário, com certeza. Vão ouvir no rádio ou na TV porque uma antiga grande estrela está envolvida. (…). Vamos voltar 6 meses para o dia em que tudo começou. ” Continue lendo

Share

Novidades na postagem do filme A caixa – Richard Kelly

Share

Um dilema

O que você faria se um desconhecido chegasse à sua casa com uma caixa e lhe oferecesse um milhão de dólares para você apertar um único botão existente nesta caixa? E se junto com esta proposta houvesse apenas duas condições:  aquilo teria que ficar em segredo absoluto caso contrário o dinheiro não seria entregue e segundo, que ao escolher apertar o botão, alguém, em alguma parte do munjdo, morreria.

Você escolheria matar alguém em troca de US$ 1 milhão? E se estivesse precisando muito do dinheiro? Este é um filme interessantíssimo já publicado aqui no blog.

Aviso importante

Ontem fiz uma alteração na postagem do filme A caixa publicada aqui no blog em 20/12/2015. Quando publiquei este post, disponibilizei o filme através do Youtube mas, o link estava inativo pois aconteceu alguma coisa com o filme que tinha sido publicado lá por alguém. Ou a pessoa o excluiu ou o Youtube bloqueou a exibição. O fato é que link estava inativo.

Como eu prometera na época da publicação que conseguiria o filme original pois, o filme disponibilizado no Youtube era dublado (e eu detesto filmes dublados !),  foi substituído o filme dublado que havia sido postado originalmente, pelo filme original. Agora ele está lá disponível para quem quiser ver através do VK.  A seguir um link para você ir para a postagem.

A caixa – Richard Kelly [Filme online]

Share

Sabrina – Billy Wilder [Filme online]

Share

Direção – Billy Wilder

Dentre os inúmeros filmes maravilhosos de Billy Wilder, destacam-se Farrapo humano (1945), Crepúsculo dos deuses (1950), Testemunha de acusação (1957), Quanto mais quente melhor (1959),  Se meu apartamento falasse (1960) e Irma La Douce (1963).

Foi um diretor muito premiado, sendo destaques The Lost Weekend (Farrapo humano), The Apartment (Se meu apartamento falasse) e Sunset Boulevard (Crepúsculo dos deuses), com os quais ganhou os Oscars de Melhor diretor, Melhor roteiro e Melhor filme simultaneamente.

Dados técnicos sobre o filme

Produção – Norte-americana
Direção – Billy Wilder
Música – Friedrich Hollaender
Ano de lançamento – 1954
Gênero – Comédia dramática romântico psicológica
Elenco e personagens:
Humphrey Bogart como Linus Larrabee
Audrey Hepburn como Sabrina Fairchild
William Holden como David Larrabee
Walter Hampden como Oliver Larrabee
John Williams como Thomas Fairchild
Martha Hyer como Elizabeth Tyson
Joan Vohs como Gretchen Van Horn
Marcel Dalio como Baron St. Fontanel

LEIA AS INSTRUÇÕES ABAIXO COM ATENÇÃO

Se você chegou até aqui através da página Compartilhando minhas verdades [Filmes online] você já deve ter lido as instruções abaixo. Basta então seguir àquilo que você já leu naquela página. Caso tenha vindo até aqui diretamente pela postagem, leia com atenção o restante das instruções.

Instrução adicional

Para assistir aos filmes deste blog você deverá estar inscrita(o) no Vk, site onde estão hospedados todos os filmes que aqui são disponibilizados. Após o registro no Vk , que você só precisa fazer uma vez, sempre que você for assistir a algum filme deverá primeiro fazer o login com seu email ou telefone registrado e a senha usada no registro. Para se registrar ou fazer login, acesse o link ao lado. Registro no Vk.

Para assistir ao filme abaixo, após ter feito o login no Vk, você deve clicar na setinha para direita. e logo em seguida clicar em pausar. Espere para carregar o filme aguardando algum tempo. Dependendo da velocidade de sua conexão, isto poderá levar de 5 a 10 minutos, até que o filme seja carregado. Depois desse tempo clique na setinha novamente para parar a exibição. Aguarde então alguns minutos mais, enquanto os próximos minutos do filme são carregados. Você verá a linha do tempo sendo preenchida. Quando ela estiver preenchida até perto da metade, pode dar início novamente à exibição.

Se a espera for maior do que este tempo, sugiro que reduza a resolução para 240p. Isto irá baixar a qualidade da imagem, ou então, espere mais tempo. Provavelmente, neste caso, se você não baixar a resolução, haverá interrupções ao longo da exibição. Porém se a velocidade de sua conexão estiver boa, aumente a resolução conforme desejar para usufruir de melhor qualidade.

Recomendações

Ajuste o áudio conforme sua conveniência no próprio player do filme e no seu sistema operacional. É recomendável a utilização de fones de ouvido para apreciar melhor os sons do filme. Você também pode assistir ao filme em tela cheia, basta clicar na setinha (semelhante à figura abaixo) do lado inferior direito.

Depois de assistir ao filme, pode fazer um comentário sobre ele. Até peço que o faça. Será muito útil. Não só para mim, que poderei avaliar como está repercutindo meu esforço, como também para outros visitantes, que poderão saber opiniões de outras pessoas sobre o filme a que irão assistir (ou não).  Basta clicar em “Deixe um comentário” ou “xx resposta(s)” no início da postagem no canto superior esquerdo. Boa diversão.

 

IMPORTANTE

Este blog não tem fins lucrativos. Não recebo nada pelo que ofereço, além da satisfação dos leitores. No blog não tem propaganda de nenhuma espécie. Não tenho intenção de infringir a lei. Se algém se sentir prejudicado em seus direitos autorais, basta me enviar uma mensagem pelo email que tirarei de imediato o filme do blog.

contato-blog

Share

Tarde demais para esquecer – Leo McCarey [Filme online]

Share

Direção – Leo McCarey

Tarde demais para esquecer é um filme que narra uma história de amor com acontecimentos extremamente improváveis de acontecer mas, é um daqueles filmes que deixam o espectador com sabor de quero mais. Emociona e marca a vida das pessoas.

Título original – An affair to remember

Tenho um amigo que já assistiu a este filme mais de mil vezes. Isso não é exagero. Ele assiste a este filme pelo menos umas 3 vezes por semana. Como o filme é de 1957, está completando este ano 60 anos. Isto significa 3.120 semanas. Então… Admitindo, por absurdo, que ele só começou a fazer isso há 10 anos, ainda assim, dá muito mais de mil vezes. Em  10 anos são 520 semanas que, multiplicado por 3 resultará em 1560 vezes. Eu pergunto a ele. E aí, assistiu a algum filme bom. Ele diz: Assistiu àquele que eu não tinha visto ainda: Tarde demais para esquecer. E eu caio na gargalhada. Porque ele diz isso sério. Ele diz que cada vez que assiste a esse filme descobre coisas novas.

Indicações ao Oscar de 1958

Bem, eu não cheguei a tanto ainda mas, já vi esse filme umas dez vezes. A música, é uma melodia inesquecível. Marcante. Concorreu ao Oscar de Melhor trilha sonora e Melhor canção original de 1958, mas perdeu para All the way, música do filme Chorei por você e a Melhor trilha sonora perdeu para o filme A ponte do Rio Kway. Ele concorreu a três outros Oscars, totalizando cinco indicações  mas não recebeu nenhum. Foi indicado para Melhor direção, que perdeu para David Lean com A ponte do Rio Kway, Também foi indicado para Melhor figurino que perdeu para Les girls, filme norte-americando de George Cuckor e para  Melhor fotografia, que perdeu também para A ponte do Rio Kway. Continue lendo

Share

Sabrina – Sidney Pollack [Filme online]

Share

Este filme havia sido disponibilizado pelo Blog Verdades de um Ser para você assistir a ele gratuitamente mas, o VK, site onde estão hospedados todos os filmes deste blog, bloqueou o filme por violação de Direitos Autorais. Por esta razão, você não poderá mais assistir a este filme aqui no blog mas, para contornar o problema, estarei disponibilizando a versão de 1954 deste filme que foi estrelada por Audrey Hepburn no papel principal e por Humphrey Bogart no papel de Linus Larrabie. É a mesma história. Só não é com Harrison Ford. Mas é dirigido por um dos melhores diretores do cinema - Billy Wilder. Clique no link abaixo e você será direcionada(o) para o filme. Sabrina - 1954 - Billy Wilder [Filme online]

Direção – Sidney Pollack

Este filme de 1995 dirigido por Sidney Pollack e estrelado por Harrison Ford e Julia Ormond é um conto de fadas bem ao estilo feminino. Esta é a primeira das surpresas que o blog Verdades de um Ser preparou para você, MULHER, no seu Dia Internacional. Um coprodução germano-americana do estilo de A princesa e o plebeu (1953) às avessas.

Hoje não é sexta-feira mas, excepcionalmente, em comemoração ao Dia Internacional da Mulher será oferecido este filme online para você ver no seu computador, tablete ou celular com uma boa conexão de internet.

Título original – Sabrina

Sabrina (Julia Ormond) é a filha do motorista da família Larrabee cuja fortuna é administrada pelo filho mais velho, Linus Larrabee (Harrison Ford). Ela é, desde pequena, apaixonada pelo caçula, David Larrabee (Greg Kinneaer) que está prestes a se casar com uma moça muito rica e que será um excelente negócio para a família Larrabee. Continue lendo

Share

Comemorando Dia Internacional da mulher dez filmes online são ofertados de presente

Share

Presente-surpresa

Sabe qual é o seu presente-surpresa? Apesar de hoje ser quarta-feira,  em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, será aberta uma exceção para o dia do filme online para você ver de graça aqui no blog!  Excepcionalmente, apenas nesta semana, a publicação do filme online não será na sexta, será nesta quarta. Além disso, ao invés de apenas um filme, o Blog Verdades de um Ser irá oferecer nada menos do que dez filmes de uma só vez, para você ver online.

Os filmes disponibilizados são: Sabrina, versão de 1995 dirigido por Sidney Pollack e estrelado por Harrison Ford e Julia Ormond, Tarde demais para esquecer, filme antigo de 1957 com direção de Leo McCarey e estrelado por Cary Grant e Debora Kerr. Como aditivo ainda uma música belíssima de Hugo Friedhofer.  Outro filme é Um conto chinês, filme argentino delicioso em que você irá dar boas risadas, . O diário de Anne Frank, um relato belíssimo da visão de uma menina judia sobre a Segunda Grande Guerra.  Ligados pelo amor, filme de Josh Boone sobre um escritor que foi traído pela esposa e tem um casal de filhos muito inteligentes. Como roubar um milhão de dólares, filme de 1966 dirigido por William Wyler e estrelado por Audrey Hepburn e Peter O’Toole. Uma comédia dramática deliciosa e muito bem conduzida. Mary Poppins é um musical de Walt Disney dirigido por Robert Stevenson e estrelado por Julie Andrews e Dick Van Dyke. As músicas são simplesmente maravilhosas. Ainda hoje recordo de supercalifragilisticoespialidoso.  Forrest Gump – O contador de histórias é um filme belíssimo estrelado por Tom Hanks num dos melhores papeis de sua carreira e dirigido magistralmente por Robert Zemeckis. Não poderia deixar de incluir Quando voam as cegonhas, um romance russo belíssimo dirigido por Mikhail Kalatozov de muita ternura, poesia, romance mas também tristeza.  E fechando esta lista com chave de ouro, temos O despertar de uma paixão, filme grandioso, numa coprodução entre os Estados Unidos, China, Canadá e Bélgica sob a direção de John Curran.  Narra a história de um médico que vai para China junto com a esposa que acabara de desposar e enfrenta muitas dificuldades. Uma linda história de amor.

Confira a lista e divirta-se. Escolha o filme e clique no link correspondente abaixo. Os dois primeiros só estarão publicados após as 10 horas da manhã (Horário de Recife – PE) mas, todos os demais, você já pode assistir a eles a partir de agora.

Sabrina (1995)

Tarde demais para esquecer (An affair to remember)

Um conto chinês (Um conto chino)

O diário de Anne Frank (The diary of Anne Frank)

Ligados pelo amor (Stuck in love)

Como roubar um milhão de dólares (How to steal a million)

Mary Poppins (Mary Poppins)

Forrest Gump – O contador de histórias (Forrest Gump)

Quando voam as cegonhas (Wenn Diekraniche Ziehen)

 

Despertar de uma paixão (The Painted veil)

Na sexta-feira dia 10 não será oferecido nenhum filme pois, excepcionalmente, nesta semana, a sexta foi transferida para a quarta.

Na sexta-feira da próxima semana será a vez de Crepúsculo dos deuses, também um filme antigo de 1950, em preto e branco. Realização de Billy Wilder e estrelado por William Holden e Gloria Swanson, vivendo a atriz Norma Desmond, já decadente.

 Crepúsculo dos deuses (Sunset Boulevard)

Share