Link
Share

brumas-de-avalon1b

As brumas de Avalon, Marion Zimmer Bradley, Nova Cultural, SP, 1989, 308p.
Volume 1 – A senhora da magia
Tradução – Waltensir Dutra

Este é o primeiro volume de uma série de quatro livros que contam a história do Rei Arthur e de sua relação com o Mago Merlim, Morgana, a fada, Lancelot, seu melhor amigo e a famosa lenda dos Cavaleiros da Távola Redonda. Na verdade, falo série só por modo de expressão mas, não se trata de uma série como esses livros que são produzidos atualmente, onde o (a) autor (a) escreve uma história que tem uma continuação para vender mais livros pois, quem lê o primeiro, quer ler os outros para saber como se conclui a história. Como nos velhos tempos do cinema em que passava um filme que continuava no seguinte e no seguinte e no seguinte. Muitas vezes, o seriado tinha 15, 20, 30 capítulos. Foi um preâmbulo das novelas. Neste caso apenas para que o livro pudesse ser no formato de livro de bolso ou pocketbook, a história foi dividida em 4 volumes. Tanto é verdade o que afirmo que os 4 volumes foram todos lançados no mesmo momento e, os livros em série são lançados em etapas.

O principal personagem deste livro, evidentemente. é Morgana, a Senhora da Magia ou Morgana, a Fada ou ainda, simplesmente, Morgana.

Junto com ela, contracenam diversos outros personagens importantes: O Duque de Gorlois e Igraine, seus pais; Viviane, a Senhora do Lago e meia irmã de Igraine e Morgause; o Mago Merlim, Uther Pedragon, entre outros.

Melim e Viviane, vivem numa ilha sagrada – Avalon – envolta num nevoeiro permanente, enquanto Igraine, vive num castelo, no alto de uma montanha, fortemente guardada e praticamente inacessível para algum inimigo. No mesmo local, embora afastada de milhares de quilômetros, encontra-se a Ilha dos Padres, onde vivem os cristãos. Eles não acreditam nas crenças de Merlim e Viviane que adoram uma deusa que governa o mundo e para a qual, Viviane se dedica, sendo a principal sacerdotisa de seu templo. A autora, com esta história e este cenário, deseja mostrar a coexistência das duas crenças na Inglaterra e o choque de idéias que elas provocaram, pois a Inglaterra, antes de ser cristâ, era celta.

Melin e o pai de Igraine e, consequentetemente, o avô de Morgana, que posteriormente vive um triângulo amoroso juntamente com Arthur e Lancelot. Merlim era um mago que, junto com Viviane, desloca-se de Avalon até a Cornualha para convencerem Igraine a gerar um filho (Arthur) que poderia salvar a Ilha de Avalon e unir a Bretanha.

Igraine relaciona-se com Uther, traindo o marido por influência de Viviane e Merlim. Disse Viviane a Igraine:

Gorlois é romano. As tribos não seguirão qualquer homem nascido de um filho de Roma.O Grande Rei a quem seguirão deve ser filho da Ilha Sagrada, um verdadeiro filho da Deusa. Seu filho, Igraine, sim.Mas não são apenas as tribos que lutarão contra os saxões e outros selvagens vindos do norte. Precisamos dos apoios dos romanos, dos celtas, dos cambrianos, e eles só seguirão o seu próprio duque de guerra, o seu Pedragon, filho daquele que consideram capaz de liderá-los e comandá-los. E os antigos também, que buscam o filho de uma linhagem materna real. Seu filho Igraine, cujo pai será Uther Pedragon.

Uther seria coroado Grande Rei da Bretanha e dominaria todos os povos e, Viviane precisava que fosse gerado um filho de sangue real na dinastia de Avalon. Após convencer Igraine a trair o marido, ela volta para Avalon com Melim e leva consigo Morgana que deveria ser treinada para tornar-se a Grande Sacerdotisa da Deusa, substituindo-a nesta função no momento oportuno. Arthur nasce desta relação entre Uther e Igraine e Morgana não sabe de nada pois fora para Avalon. Após ser coroado rei, Uther casa-se com Igraine que ficara viúva após a morte do marido.

Marion Zimmer Bradley foi uma escritora norte-americana que escreveu vários romances de ficção científica e de fantasia, tendo se tornado famosa ao publicar a famosa história do Rei Arthur sob a ótica feminina. Foi a primeira vez em que esta história foi escrita sob o ângulo de visão da mulher. A história de Arthur vem desde a Idade Média, transpondo o tempo e mantendo-se viva até os dias atuais. Há quem afirme ser uma fantasia baseada em algum personagem real e outros que acreditam ser pura invenção. O fato é, que a lenda ainda hoje é explorada pela literatura, cinema e teatro. Há registros do rei Arthur em baladas galesas do século VII, isto é, nos anos 800, antes de findar o primeiro milênio, portanto. Bradley lhe deu uma conotação nova que é encantadora. Após uma extensa e laboriosa pesquisa, ela reconta a lenda do Rei Arthur não mais sendo ele o personagem central da história mas, Morgana, Viviane, Morgause, Igraine. Os personagens masculinos são meros coadjuvantes.

Ela nasceu em 3 de junho de 1930 em Albany, no Estado de Nova Iorque nos Estados Unidos e faleceu em Berkley no dia 25 de setembro de 1999 aos 69 anos. Viveu uma infância e adolescência difíceis pois seus pais eram pobres, sendo obrigada a trabalhar até como garçonete para financiar seus estudos. Ao longo de sua vida escreveu mais de cem livros, sendo os mais conhecidos os 4 volumes de As brumas de Avalon e a série Darkover, que trata-se de uma obra de ficção científica. Ela tornou-se famosa por escrever romances, ou melhor, reescrever romances famosos sob a ótica feminista. É o caso desta história, alem de outras como A casa da floresta (1983) no qual explora o Império romano na ótica femina e Incêndio de Tróia (1987) no qual apresenta a famosa história da Guerra de Tróia sob a mesma ótica.

O livro é maravilhoso. A visão feminista da autora apresenta uma forma totalmente nova sobre a história do famoso rei. Na verdade, ficamos com esta leitura, conhecendo a visão de Morgana dos fatos. A magia, o encanto, a visão sobre o cristianismo, o choque de culturas, tudo com uma riqueza de detalhes que irão cativar o leitor de modo inquestionável. A autora consegue conquistar você logo nas primeiras linhas e, à medida que você vai avançando na leitura, ela vai se tornando cada vez mais cativante e emocionante.

quatro-estrelasMereceu 4 estrelinhas.

 

A seguir os outros livros da coleção. Clique no título (link) para acessar a resenha do mesmo. Caso não haja link, significa que ainda não escrevi a resenha do volume.

brumas-de-avalontodos

Volume 2 – A grande rainha
Volume 3 – O Gamo-rei
Volume 4 – O prisioneiro da árvore

The following two tabs change content below.
Alberto Valença nasceu em Olinda - PE. Sempre gostou muito de escrever, sendo a leitura um de seus divertimentos preferidos. Com quatro graduações concluídas, o autor enveredou por várias áreas do conhecimento. Em 1973 concluiu Licencitaura em Física pela UFPE, em 1980 concluiu Bacharelado em Psicologia e Formação de Psicólogo com especialização na área de Psicologia Escolar. em 1999 bacharelou-se em Direito e, no mesmo ano, foi aprovado na OAB-PE exercendo a profissão por dez anos. Publicou em 2014 um poema numa antologia e, agora, publica 15 poemas em outra antologia. Desde a infância gostava também de cinema e, em 2006, criou o blog Verdades de um Ser no qual divulga seus textos e comenta sobre literatura e cinema. Posteriormente, criou também o blog O seu companheiro de viagem, com o qual compartilha suas experiências de viagem oferecendo sempre dicas valiosas para quem quer viajar.
Share

4 ideias sobre “As brumas de Avalon [Livro]

  1. Denise

    Tive que ler este livro na faculdade e como acontece as vezes, a gente esquece um pouco depois de algum tempo, entao, foi muito bom ler sobre o livro e sua estoria e historia aqui! Adoro suas resenhas! Queria apenas dizer uma coisa, mas nao quero que vc fique chateado. Por favor, nao eh com esta intencao. Mas eh que vc escreveu que a familia de Marion era muito pobre ela “ate” teve que trabalhar como garconete… no Brasil, este trabalho eh mal visto, creio. Mas em outros lugares eh encorajado e normal, estudantes fazem “bicos” como garcons e eh considerado normal, e ate motivo de orgulho. E eh normal mesmo, eu diria. Mas como eu disse, por favor, eh so pela visao de quem estudou la, e por isso vi muitos colegas fazendo isso! De novo, por favor nao fique chateado, eh so uma observacao. Um otimo fim de semana!
    DenisesPlanet.com

    1. Alberto Valença Autor do post

      Olá Denise, seja bem-vinda mais uma vez ao meu blog. Fico feliz que tenha trazido pra você boas recordações e agradeço por você dizer que gosta de minhas resenhas. Sobre o seu ‘toque’ nem se preocupe que não é fácil eu ficar chateado. Mas eu tenho conhecimento de que, nos Estados Unidos principalmente, é comum pessoas trabalharem como garçonete ou babás mesmo que não sejam pobres mas, no caso de Marion, ela era pobre realmente. Seus pais viviam em dificuldade financeira e tiveram dificuldade em darem a ela uma boa formação acadêmica. Ela viveu sua infância justamente na época daquela grande recessão econômica. A famosa quebra das bolsas ocorreu em 1929 e ela nasceu em 1930.

  2. Michele Lima

    Sempre quis ler esse livro, principalmente por causa da Morgana e da visão feminista que você cita, não sei ainda porque não li!

    Achei sua resenha super completa, parabéns!

    a href=”http://oquetemnanossaestante.blogspot.com.br/”>O que tem na nossa estante

    1. Alberto Valença Autor do post

      Olá Michele, que bom que você voltou. Seja bem-vinda ao meu blog. Sempre será bom receber seus comentários por aqui. O que é que está esperando menina? Trate de procurar o livro pra ler e você vai adorar, tenho certeza. Agradeço por suas palavras de incentivo.

Os comentários estão fechados.