Chico Buarque [Música]

Share

filmes-online4

Antes de iniciar a falar sobre este fenômeno da música brasileira, queremos lembrar que, desde a última sexta, dia 06 de novembro, todas as sextas-feiras, você encontrará um novo filme para assistir online, aqui no Verdades de um Ser.  Na primeira sexta-feira foi disponibilizado o filme Malévola, uma versão diferente do conto de A Bela Adormecida, na visão da bruxa malvada, que nem era tão malvada assim. Na semana seguinte você poderá ver Divertida Mente. Infelizmente não será em 3D mas, vale a pena ver.  Agora falemos de Chico.

Nascido em 19 de junho de 1944 (71 anos) no Rio de Janeiro, Francisco Buarque de Holanda, viria a se tornar um dos maiores ídolos da Música Popular Brasileira (MPB), com suas canções românticas e melodias dolentes. Embora ele não tenha  limitado à música, sua expressão artística, foi através dela que ele se consagrou.

chico4

Filho de Sérgio Buarque de Holanda e Maria Amélia Cesário Alvim. Seu pai foi historiador e jornalista e sua mãe pianista e pintora. Aos 9 anos vai morar na Itália com a família pois seu pai fora convidado para lecionar numa universidade de Roma e lá, ele fica até os 16 anos, quando retorna ao Brasil. Durante o tempo que residiu na Itália, aprendeu e praticou  2 idiomas, o inglês e o italiano, além do português que já sabia. Estudou até o segundo ano de Arquitetura em São Paulo mas, abandonou para dedicar-se à sua carreira musical.

chico2

Começou a despontar quando se inscreveu com Sonho de carnaval no I Festival Nacional da MPB em 1965. E como eu lembro deste festival… Ou melhor, daqueles Festivais. Foram inesquecíveis! O povo vibrava junto com os interpretes e/ou os compositores. Para recordar, compartilho com vocês, dois filmezinhos de momentos marcantes daqueles Festivais. Vejam e escutem abaixo os filmes. A qualidade não é boa mas vale pelo documento histórico. No primeiro vídeo, prestem atenção na participação de Jair Rodrigues, vibrando, junto com o público, ao lado de Chico. É ontológico!

Clique na setinha para direita e aguarde alguns minutos. Se sua conexão é de menos de 2MB clique na setinha e depois em pausar. Aguarde carregar o vídeo antes de executá-lo.

A banda vencedora do II Festival da MPB em 1965

III FIC – Festival Internacional da Canção

Lembro dos primeiros LPs de Chico, que tinha músicas como A banda; Olê, olá; Pedro pedreiro; Sonho de um carnaval…  Depois veio Noite dos mascarados; Com açúcar e com afeto; Quem te viu, quem te vê…  No LP seguinte veio a mais linda música de Chico. É uma música que escuto com carinho. Talvez até nem seja a mais bonita mas, sem dúvida é a de maior ternura: Sem fantasia. Além dela, vieram também: Retrato em branco e preto; Januária; Carolina; Roda viva… Mas, sem dúvida, Sem fantasia é o destaque. Confira no vídeo abaixo a música cantada por Chico,  Nara Leão e o MPB4.

Para presentear os leitores deste blog disponibilizo aqui o primeiro LP de Chico. Ouça e desfrute. Principalmente Olê, olá, uma das mais belas músicas já compostas. “…Luar espere um pouco, que é pra o samba poder chegar…

“…É um samba tão imenso, que eu as vezes penso, que o próprio tempo, vai parar pra ouvir.” Tem coisa mais linda do que estes versos? Eu encho os olhos de lágrimas quando escuto esta música. Quando Chico a compôs devia estar em comunhão com Deus. Só uma inspiração divina pra produzir tamanha beleza.

Desfrutem! E se desejarem podem baixar para o computador. Basta clicar em download.

Primeiro LP de Chico Buarque (completo)

Por ter sido o vencedor do Festival da MPB em 1966 com a música A banda, cantada por ele próprio e Nara Leão, fez estrondoso sucesso na época. Neste festival, não houve propriamente um vencedor, pois o primeiro lugar foi dividido por duas músicas – A banda de Chico e Disparada de Geraldo Vandré. Mas é evidente que ele saiu como vencedor e, se você perguntar a qualquer pessoa hoje, a alguém que tenha vivido aquela época, quem foi que ganhou aquele festival, tenho certeza, que de 80 a 90% das pessoas dirão que a vencedora foi A banda. Por precaução, pergunte se naquele festival a vencedora foi A banda, De amor ou paz (que foi o segundo lugar) ou Disparada. Você se surpreenderá com a quantidade de pessoas que “pensam” que a vencedora foi A banda. Alguém até pode dizer que foi Disparada mas, tenho certeza que, pouquíssimas pessoas falarão do empate.

Engraçado, eu tava pensando agora… Chico é o único, além de Roberto Carlos, que manteve o seu sucesso inalterado ao longo destes últimos 50 anos… E, ao contrário de Roberto Carlos, sua música melhorou de qualidade. Se analisarmos a evolução destes dois veremos que RC declinou e CB ascendeu. Ouçam, por exemplo, este LP de Chico clicando na setinha pra direita aí na figura abaixo. É um LP mais recente do compositor de A banda. Digo mais recente em relação ao primeiro LP que foi de 20 anos antes. É, sem dúvida, um dos melhores LPs do Chico.

Depois que uma belíssima música de Vinícius e Toquinho, virou moda fazer músicas com duas vozes em duas estrofes diferentes que, no final, se encontram. Esta não é propriamente uma música deste tipo mas, lembra muito. Confiram a modinha de carnaval que fez imenso sucesso na época e tocava em todos os carnavais dos anos finais da década de 60. Noite dos mascarados.

Assistam agora este delicioso filme sobre uma conversa/entrevista de Chico sobre a internet. É deliciosa! E divertidíssima. Ele se apresenta com um bom humor incrível.

Bem, falar de Chico é muito difícil pois, impossível esgotar toda sua riqueza. E olhe que nem toquei no lado literário dele. Sim, porque ele já aos 18 anos, escreveu seu primeiro livro e a produção do compositor, cantor, escritor é bem rica. Eu só li Benjamim que é fantástico! Mas tem vários outros. Talvez até mereça um segundo post sobre este fenômeno brasileiro.

 

The following two tabs change content below.
Alberto Valença nasceu em Olinda - PE. Sempre gostou muito de escrever, sendo a leitura um de seus divertimentos preferidos. Com quatro graduações concluídas, o autor enveredou por várias áreas do conhecimento. Em 1973 concluiu Licencitaura em Física pela UFPE, em 1980 concluiu Bacharelado em Psicologia e Formação de Psicólogo com especialização na área de Psicologia Escolar. em 1999 bacharelou-se em Direito e, no mesmo ano, foi aprovado na OAB-PE exercendo a profissão por dez anos. Publicou em 2014 um poema numa antologia e, agora, publica 15 poemas em outra antologia. Desde a infância gostava também de cinema e, em 2006, criou o blog Verdades de um Ser no qual divulga seus textos e comenta sobre literatura e cinema. Posteriormente, criou também o blog O seu companheiro de viagem, com o qual compartilha suas experiências de viagem oferecendo sempre dicas valiosas para quem quer viajar.
Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Desvende a charada para validar o comentário *