BALI

Poesia – Palavra é Arte- Alberto Valença Lima e outros [Livro]

FacebookTwitterGoogle+EmailPinterestCompartilhe

Poesia – Palavra é Arte, Alberto Valença Lima e outros, Palavra é Arte, SP, 160p.
ISBN – 978-85-68593-06-6

palavra eh arte capa4-web

O autor nos oferece, nas páginas desta coletânea, um dos aspectos do seu ser, cheio de riquezas através de uma impecável correção gramatical, 15 dos seus poemas de uma obra já bem vasta publicada neste blog Verdades de um Ser e também no sítio Recanto das Letras.

Em quase todos esses 15 poemas, ele expõe sua tristeza, que é patente neste excerto. Desde a primeira – Retalhos de vidro atrás da porta à esquerda, até a penúltima – Soneto da saudade, encontramos vestígios desta tristeza impregnados nos seus versos.

Em Retalhos de vidro…, por exemplo, ele escreve na última estrofe:

“Agora, o mar é só e chora em vagas.
O mar e eu, o verde, a praia triste.
Terra molhada, sem paz, não tenho plagas.
Estou vazio, a praia só, e tu, partiste!”

Note que a tristeza está em todos os versos, em todas as imagens, em todo o seu ser! O mar “chora em vagas”, “a praia triste”, “sem paz, não tenho plagas”, “estou vazio”. Tudo remete a um sentimento de falta, de desolação, de tristeza.

Isso não faz de seus versos terem pouca beleza. Nos versos citados mesmo, encontramos imagens bem criativas e belas como o mar chorar, por exemplo. Mas em vários outros, as construções poéticas são de uma beleza singular. Podemos citar também uma estrofe do segundo poema do livro – Intensité, onde também encontramos presente a tristeza, embora projetadas nos sentimentos de outra pessoa.

“Onde moram tuas tristezas?
Acaso, de intensas vivências, acreditas,
melancólica, que de luzes, te colherei em cores?”

Observe a imagem poética do autor no último verso. “… que de luzes, te colherei em cores”. Ele compara a mulher a uma flor (colherei) mas a flor é feita de luzes e estas, estão impregnadas de cores. Muita bela a construção.

Já na carta publicada junto com os poemas, podemos descobrir o seu romantismo e a maestria em escrever corretamente. São reminiscências do início de sua fase adulta, que ele compartilha com os leitores que quiserem conhecer um pouco mais deste homem, hoje maduro, no arroubo de sua juventude, embora a carta tenha sido escrita quando ele estava com mais de cinquenta anos. Não sabemos se muito ou pouco mais mas, certamente, antes dos sessenta.

É uma carta na qual ele recorda “momentos inesquecíveis e paradisíacos” vividos por ele aos 22 anos, numa época em que, a comunicação à distância, era feita, quase que exclusivamente, por cartas.

Alem das poesias de Alberto Valença, o livro trás também poesias de 9 outros poetas e poetisas. Cinco poetas e quatro poetisas. Cada um deles, à sua maneira, apresentam suas verdades em versos que traduzem os sentimentos de cada um.

Este é um ótimo presente para quem quiser fazer diferente e dar poesia à narmorada no próximo dia 12 de junho. Certamente ela irá adorar e você poderá até se inspirar em alguma das poesias do livro para se expressar de maneira poética nesse dia.

Palavra é Arte é um projeto dos editores Gilberto Martins e Carmen Sestari que visa dar oportunidade a novos talentos da literatura nacional como Alberto Valença e os demais. Nas palavras dos editores, “Fazer poesia é garimpar em terreno pedregoso, repleto de seixos ou, às vezes, de abundante oferta. O poeta é, portanto, garimpeiro das palavras e lapidador ao mesmo tempo.” Para Gilberto, “O texto poético é, por isso mesmo, revelação de sentimento que vem da alma, é inspiração e o resultado de uma visão única do mundo. O poeta é o grande mestre das artes.”

Alberto-egitoAlberto Valença Lima foi professor de Física durante 30 anos e está atualmente aposentado. Trabalhou como advogado ao longo de 10 anos tendo, durante este tempo, adquirido boas amizades no meio jurídico. Desde pequeno sempre gostou de escrever, tendo iniciado esta prática após a leitura do livro O diário de Dany (Michael Quoist) quando também passou a escrever um diário. Depois correspondeu-se por cartas com várias mulheres de muitos lugares do Brasil. Começou a escrever poemas ao final da adolescência e acentuou  mais esta prática após conhecer uma mulher com quem viveu durante dez anos e, para ela, chegou a escrever três poemas. Havia publicado em 2014 uma de suas poesias numa coletânea e agora, publica este livro onde recebe maior destaque.

Para ler o sumário acesse o link.

Palavra é Arte – Poesia (Wattpad)

Leia a seguir o que escreveu sobre ele e o livro um escritor do Skoob, site especializado em literatura.

Hoje, tive a feliz oportunidade de ler poesias de Alberto Valença Lima, poeta de Pernambuco. Ele honra o nome de um outro Valença, também pernambucano talentoso, o Alceu. Alberto respira poesia. Seus versos são naturais e dão a impressão de que as rimas fluíram naturalmente da alma em forma de poesia. Sua performance tem certa pureza selvagem, incontrolável. Daí as referências ao mar, às plantas silvestres. Na forma, mostra refinamento ao aplicar com maestria os recursos do soneto, a poesia por excelência. Espero que o poeta maduro, como ele mesmo intitula-se, tenha a oportunidade de sempre brindar-nos com a pureza de seu talento.”

Wilton Fonseca (Skoob)

Agradeço a Wilton por suas gentis palavras mas, creio que ele exagerou ao comparar-me com meu primo Alceu Valença. De qualquer modo, fico muito grato por tamanho elogio.

Para comprar o livro bem como ter outras informações acesse a página oficial do autor no link abaixo.

Página oficial do autor

Três solteirões e uma pequena dama – Emile Ardolino [Filme]

Direção – Emile Ardolino

Como em todo domingo hoje é dia de  postagem das minhas publicações no Meu pequeno vício de semanas atrás. Hoje é a continuação do filme postado no domingo da última semana: Três solteirões e uma pequena dama, com o mesmo elenco e nova direção. Emile Ardolino consegue um bom trabalho. Um destaque especial para Robin Weisman que desempenha o papel da pequena dama de forma magistral. Confira.

3 solteirões e uma pequena dama - capa

Título original – Three men and a litle lady

Com o mesmo elenco do filme anterior, 3 solteirões e uma pequena dama é uma continuação de 3 solteirões e um bebê (1987), que na semana passada falamos sobre ele aqui. Este longa, a exemplo do anterior também começa com Michael fazendo uma pintura nas paredes do apartamento de Peter, só que desta vez é com os três e Sylvia, tendo Mary ao centro. O roteiro foi baseado na história de Sara Parriott e Josan McGibbon, que também foram os responsáveis pela história do filme Noiva em fuga (1999) e Um Favor indecente (1994), o primeiro, já comentado aqui no blog. Depois, enquanto são apresentados os créditos, aparecem, em cenas aceleradas, os três amigos com Sylvia e Mary ainda bebê. fazendo uma mudança de moradia, e brincando com Mary ainda novinha. Ela então vai crescendo em várias cenas com eles brincando com ela até que, ao final dos créditos, ela está com cinco anos e, é quando começa o filme propriamente dito.

3 solteirões e uma pequena dama - 5A menina que escolheram para representar Mary (Robin Weisman) nesta produção é um amor. Linda e muito expressiva.  Após a apresentação dos créditos, eles todos se preparam para uma entrevista que estava marcada com a psicóloga e as diretoras  num colégio onde pretendiam matricular Mary. Nesta entrevista fica evidenciada a estranha relação entre eles e o inconveniente para Mary vivendo neste ambiente. Ela tinha 3 pais e nenhum dos outros meninos tinha uma situação semelhante. Um deles tinha dois pais mas não num mesmo momento, vivendo juntos. Ela tinha os 3 vivendo junto com ela. Isso dificultava o entrosamento com os demais colegas.

3 solteiroes e uma pequena dama-3

Sylvia está com um pretendente que é o seu diretor de teatro e ele lhe oferece o principal papel numa peça que vai encenar em Londres, Inglaterra mas ela resiste pois Mary estava no colégio e ali estava a família dela mas ele lhe diz que em Londres também existiam colégios e ela precisava pensar também nas suas necessidades. Peter descobre que ele tinha a intenção de deixar Mary interna num colégio para livrar-se dela e tenta mostrar isso para Sylvia que não acredita. Ele tenta então obtar provas do que estava afirmando e vai até o colégio para procurar alguma evicência que pudesse provar suas desconfianças.

3 solteiroes e uma pequena dama-2

Enquanto isso, os 3 amigos combinam um plano para atrasar ao máximo o casamento que já estava marcado e com tudo preparado. Neste final os roteiristas preparam uma agradável surpresa para os espectadores. É um filme água com açúcar e não tem muitas novidades, sendo tudo já esperado exceto por um pequeno detalhe que me surpreendeu. Mereceu três estrelinhas.

3 solteiroes e uma pequena dama1b

Produção – Estados Unidos

Ano de lançamento – 1990
Duração do filme – 3 horas
Elenco e personagens:
Tom Selleck …. Peter Mitchell
Steve Guttenberg …. Michael Kellam
Ted Danson …. Jack Holden
Nancy Travis …. Sylvia
Robin Weisman …. Mary
Christopher Cazenove …. Edward
Sheila Hancock …. Vera
Fiona Shaw …. Srta. Lomax
John Boswall …. Barrow
Jonathan Lynn …. Vicar Hewitt
Sydney Walsh …. Lauria
Edwina Moore …. Dra. Robinson
3 solteiroes e uma pequena dama-7
 

Belle – Amma Asante [Filme online]

Direção – Amma Asante

belle-capa

Título original – Belle

O filme começa em 1769, com um lorde indo pegar uma menina negra para levá-la à vila de Hampstead, local onde seu tio morava. O tio era o juiz-presidente da localidade. O sobrinho pede ao tio que cuide da menina pois ele tinha sido convocado pela marinha da Inglaterra para viajar para as Indias e não podia questionar isso. A menina era filha do sobrinho e, portanto, tinha sangue nobre. Apesar de inicialmente se opor, termina aceitando e a menina – Belle – é criada como uma lady, apesar da cor, pois era filha do lorde Lidsay. O tio e a esposa a criam como filha, com o mesmo tratamento que davam à filha legítima e prima dela.

Belle - Amma Asante

Uma amiga querida disse que esse filme era triste, mas não é. Ele é belo! Belo como o nome de sua personagem principal. É um filme que trata de assuntos desagradáveis. Isso é. Mas de assuntos que, felizmente, a humanidade resolveu combater. Lutar contra sentimentos e idéias que podem nos envergonhar, é nobre, é digno, é louvável.

belle2

A escravidão, o preconceito e a crença de que uma mulher é um ser inferior, e que é propriedade dos homens, é deplorável, indigna, vergonhosa. Contra isso, alguns homens (e também mulheres) lutaram e ainda hoje lutam, pois para alguns, o preconceito ainda existe, algumas crenças vergonhosas e inadmissíveis para um ser humano também ainda perduram mas, a humanidade tem lutado contra. E esse filme é a prova disso. Belle é baseado em fatos reais e mereceu, com louvor, as cinco estrelinhas possíveis.

Belle - Amma Asante

Produção – Reino Unido
Ano de lançamento – 2013
Duração – 1 hora e 40 minutos
Música – Rachel Portman

Elenco e personagens:
Gugu Mbatha-Raw como Dido Elizabeth Belle
Tom Wilkinson como William Murray
Miranda Richardson como Lady Ashford
Penelope Wilton como Lady Mary Murray
Sam Reid como John Davinier
Matthew Goode como Capitão John Lindsay
Emily Watson como Lady Elizabeth Mansfield
Sarah Gadon como Lady Elizabeth Murray
Tom Felton como James Ashford
Alex Jennings como Lorde Ashford
James Norton como Oliver Ashford
James Northcote como Senhor Vaughan
Bethan Mary-James como Mabel

Belle - Amma Asante

Na próxima semana, como é a última sexta-feira do mês, conforme já foi definido antes, será oferecido mais um filme da série Star Wars. Desta vez você irá assistir ao terceiro episódio que recebeu o título de Star Wars – O ataque dos clones .  Aguarde.

LEIA AS INSTRUÇÕES ABAIXO COM ATENÇÃO

Se você chegou até aqui através da página Compartilhando minhas verdades [Filmes online] você já deve ter lido as instruções abaixo. Basta então seguir àquilo que você já leu naquela página. Caso tenha vindo até aqui diretamente pela postagem, leia com atenção o restante das instruções.

Para assistir ao filme abaixo, você deve clicar na setinha para direita. e logo em seguida clicar em pausar. Espere para carregar o filme aguardando algum tempo. Dependendo da velocidade de sua conexão, isto poderá levar de 5 a 10 minutos, até que o filme seja carregado. Depois desse tempo clique na setinha novamente para parar a exibição. Aguarde então alguns minutos mais, enquanto os próximos minutos do filme são carregados. Você verá a linha do tempo sendo preenchida. Quando ela estiver preenchida até perto da metade, pode dar início novamente à exibição.

Se a espera for maior do que este tempo, sugiro que reduza a resolução para 240p. Isto irá baixar a qualidade da imagem, ou então, espere mais tempo. Provavelmente, neste caso, se você não baixar a resolução, haverá interrupções ao longo da exibição. Porém se a velocidade de sua conexão estiver boa, aumente a resolução conforme desejar para usufruir de melhor qualidade.

Ajuste o áudio conforme sua conveniência no próprio player do filme e no seu sistema operacional. É recomendável a utilização de fones de ouvido para apreciar melhor os sons do filme. Você também pode assistir ao filme em tela cheia, basta clicar na setinha (semelhante à figura abaixo) do lado inferior direito.

full-screen-simbolo

Depois de assistir ao filme, pode fazer um comentário sobre ele. Até peço que o faça. Será muito útil. Não só para mim, que poderei avaliar como está repercutindo meu esforço, como também para outros visitantes, que poderão saber opiniões de outras pessoas sobre o filme a que irão assistir (ou não).  Basta clicar em “Deixe um comentário” na parte superior da postagem ou em XX respostas. Boa diversão.

IMPORTANTE

Este blog não tem fins lucrativos. Não recebo nada pelo que ofereço, além da satisfação dos leitores. No blog não tem propaganda de nenhuma espécie. Não tenho intenção de infringir a lei. Se algém se sentir prejudicado em seus direitos autorais, basta me enviar uma mensagem pelo email que tirarei de imediato o filme do blog.

contato-blog

A seguir mais algumas cenas do filme

Belle - Amma Asante

Belle - Amma Asante

Pintura de Belle e a prima-irmã Elizabeth

FILMES QUE CONHECI3

Os filmes que conheci há 51 anos – Parte III

Esta é a última parte dos filmes vistos em 1965. Compreende os filmes vistos entre o dia 01 de outubro e o dia 31 de dezembro, ou seja, o último trimestre do ano. Não está totalmente completa a descrição dos filmes mas, vou publicar assim mesmo e, aos poucos, vou complementando o que falta.

1. Um gosto de mel
gosto de mel-capaA emocionante história de uma jovem que tem uma mãe relapsa. Apaixona-se por um marinheiro negro, mas ele a deixa por conta do trabalho. Grávida e sem apoio, encontra seu porto seguro na amizade com garoto gay que estará ao lado dela nas horas mais difíceis. Assisti no Cinema São Luiz no dia 02/10. Cotação – 3½ estrelas.

2. Cega de amor
cega de amorAlison vive uma vida confortável com o marido Eric e seus dois filhos. Ela é cega e sabe que sua doença é psicossomática, provocada por uma queda que teve em sua segunda casa, e acordou incapaz de ver. Ela não tem lembrança de ter perdido a consciência nem do que pode ter acontecido imediatamente antes disso. Sua vivaz irmã mais nova, Robin, já teve um caso com Eric há muito tempo, mas ela era muito jovem na época e ele se estabeleceu com Alison que era mais velha. Assisti no Cinema São Luiz no dia 03/10. Cotação – 4 estrelas.

3. Inferno nos céus
inferno nos ceusO filme se passa na Segunda Guerra mundial, 1944, onde o esquadrão de bombardeiros mosquito, é treinado e enviado em missão suicida, para destruir a inexpugnável fábrica de munições alemã. Robertson, um hábil piloto na vida real, interpreta um aviador cansado pelas batalhas, cujo esquadrão da R.F.A. recebe a missão aparentemente suicida de destruir uma fábrica nazista de combustível para foguetes encrevada em um fiorde norueguês. Chakiris interpreta um soldado da resistência cujo destino consta entre as diversas ironias do roteiro escrito com maestria. Assisti no Cinema Moderno no dia 03/10. Cotação – 4 estrelas. Continue lendo

Três solteirões e um bebê – Leonard Nimoy [Filme]

Direção – Leonard Nimoy

Três solteirões e um bebê

Leonard Nimoy acertou em cheio ao reunir três solteirões e um bebê para esta história muito bem elaborada por Coline Serrau transformando-a em um filme muito agradável. Como em todo domingo, hoje publico os comentários publicados no blog Meu pequeno vício há 1 mês e meio.

3 solteiroes e um bebe 9

Título original – 3 men and a baby

 

Três solteirões e um bebê é uma comédia romântica de 1987 baseada no livro de Coline Serrau Trois hommes et un conffin que, traduzindo seria Três homens e um berço. A palavra solteirões foi inserida na tradução brasileira mas, nem no título do livro nem do filme original, ela aparece.

3 solteiroes e um bebe 2
O filme começa com Michael (Steve Guttemberg) fazendo uma pintura nas paredes e portas do apartamento de Peter (Tom Selleck), arquiteto que tinha uma namorada fixa há 5 anos mas não tinham compromisso. Tanto ele podia sair com outras como ela. Os três solteirões (Peter, Michael e Jack) moram juntos no apartamento de Peter e vivem a vida que pediram a Deus. A cada noite uma nova namorada aparece no apartamento.

3 solteiroes e um bebe 3

Acontece no apartamento uma festa de comemoração do aniversário de Peter e eles aproveitam para inaugurar o apartamento após a conclusão das pinturas de Michael. A festa é um grande sucesso e muita gente comparece. Tudo ia as mil maravilhas até um determinado dia, quando Peter chega em casa e dá de cara com um bebê na sua porta dentro de uma cesta. Junto com ele tinha um bilhete informando que o nome do bebê era Mary e que ela era filha de Jack e Sylvia.

3 solteiroes e um bebe 1
Jack havia viajado para passar 10 semanas fora em uma turnê junto com uma companhia de teatro, uma vez que ele era ator. A partir daí, as vidas de Peter e Michael mudam completamente e, posteriormente também a de Jack. A cena deles trocando a fralda de Mary após ela se melar de cocô é hilária.

3 solteiroes e um bebe 5

Nimoy consegue imprimir ao filme um ritmo gostoso e numa narrativa leve e descontraída. Os desempenhos são bons e um destaque muito especial deve ser dado para o bebê que escolheram para interpretar Mary. Ela é linda! Doce, terna… um amor. Na verdade, esse filme é um remake de um filme francês lançado em 1985 que, embora tenha sido o original, ninguém ou poucas pessoas o conhecem. Sequer ouviram falar dele mas, note que o livro no qual é baseado o roteiro deste longa é francês.

3 solteiroes e um bebe 4
Uma curiosidade sobre este filme é em relação a um suposto fantasma que aparece em cena na hora em que a mãe de Jack vai visitá-lo. Note que realmente aparece um menino em cena e esta imagem rendeu muita polêmica ao longo dos anos mas, depois descobriu-se que se tratava apenas de um cartaz de um menino em tamanho natural esquecido pela produção no cenário. É a mesma imagem acima e abaixo. Falha feia!

3 solteiroes e um bebe 10
Produção – Estados Unidos
Ano de lançamento – 1987
Duração do filme – 1 hora e 44 minutos

Elenco e personagens:
Tom Selleck ……………Peter Mitchell
Steve Guttenberg ……..Michael Kellam
Ted Danson …………….Jack Holdem
Nancy Travis …………..Sylvia Bennington
Fiona Shaw …………….Elspeth Lomax
Christopher Cazenove………Edward Hargreave

A seguir mais algumas fotos deste longa.3 solteiroes e um bebe 8

3 solteiroes e um bebe 7

 

 

 

 

Star Wars – Ataque dos clones – George Lucas [filme online]

Direção – George Lucas

STAR-WARS-II-O-ATAQUE-DOS-CLONES-CAPA-web

George Lucas nos oferece este segundo episódio da série Star Wars intitulado Ataque dos clones, produzido em 2002 e que a partir de hoje, é mais um filme online disponibilizado aqui no blog Verdades de um Ser. Trata-se, na verdade, do quinto filme da série, embora tenha recebido o número de ordem 2. Explico: É que o primeiro filme não era episódio e recebeu o título apenas como Star Wars em 1977. Posteriormente, recebeu o subtítulo de Uma nova esperança, que ficou sendo o número 4 da série. Vieram em seguida O império conta-ataca (1980) e O retorno de Jedi (1983) que receberam os números 5 e 6 da série. É a primeira trilogia. Quando fizeram o quarto filme em 1999, 16 anos depois, viram que ficaria melhor numerá-lo como o primeiro episódio, e os dois filmes seguintes, com os números 2 e 3, ficando então a segunda trilogia em ordem cronológica mas, com a numeração dos primeiros 3 episódios da série. É meio complicado mas foi isso que aconteceu.

Quero registrar aqui uma breve explicação e um pedido de desculpas aos frequentadores do blog. Este filme era para ter sido publicado aqui no dia 29 de abril, que foi a última sexta-feira do mês mas eu estava bloqueado. Não consegui terminar de escrever os comentários e, por esse motivo, só agora ele está sendo publicado. Minhas escusas a todos.

ataque dos clones2

Título original – Star Wars – Attack of the clones

Este filme, foi o primeiro da série, que não ficou em 1º lugar nas bilheterias mundiais. Outra curiosidade sobre este filme é que ele foi o primeiro filme da série a ser transmitida ao vivo a primeira semana do processo de filmagens. Uma outra coisa interessante sobre o filme é que o ator que iria interpretar Anakin Skywalker teve um processo muito longo e trabalhoso para a escolha, tendo entre eles o famoso Leonardo DiCaprio que, felizmente não foi aprovado. A diretora de elenco selecionou 442 atores dentre milhares de currículos recebidos e os entrevistou pessoalmente. Foram então selecionados 25 e apresentados a George Lucas que selecionou quatro dentre eles. Os quatro fizeram testes de filmagem contracenando com Natalie Portman (a rainha Amidala) sendo finalmente escolhido Ewan McGregor.

ataque dos clones4

O filme inicia, tal qual o episódio anterior, com legendas em perspectiva aparecendo na tela e, gradativamente, vão subindo como se estivessem no espaço. Eis o teor delas abaixo.

Há muito tempo, numa galáxia muito distante…

Star Wars

Episódio II

Ataque dos clones

Há apreensão no Senado Galáctico. Milhares de Sistemas Solares manifestaram sua intenção de deixar a República. Este movimento separatista, sob a direção do misterioso Conde Dookam, tornou difícil para o pequeno número de Cavaleiros Jedi, manter paz e ordem na galáxia. A Senadora Amidala, ex-rainha de Naboo, está voltando ao Senado Galáctico para votar a delicada questão de criar um exército da República para ajudar os comabalidos Cavaleiros Jedi.

ataque dos clones1

A ex-rainha Amidala chega ao centro de poder para assumir novamente uma cadeira no Senado afim de votar uma proposição de criação de um exército da República, conforme informações do letreiro inicial. Ao desembarcar da nave sofre um atentado que, felizmente é frustrado pois, quem estava vestida como ela era uma de suas ajudantes que morre em seu lugar. Os dois Cavaleiros Jedi Anakin e Obi-Wan estão encarregados de protegê-la. Anakin, a despeito da proibição de apaixonar-se e se envolver com alguém, termina mantendo um relacionamento amoroso com Padmé Amidala que também se entrega ao Jedi.

Mais uma vez a luta contra o bem e o mal se estabelece e, Skywalker luta contra o grande vilão, o Conde Dooku que é interpretado pelo lendário Christopher Lee, falecido recentemente. Até aquele bonequinho, o Mestre Yoda, que todos pensamos que é apenas um homem de idéias, pacato e de paz, luta contra o Conde, um ex-mestre Jedi que passa para o lado sombrio da Força.

Não é o melhor filme da série mas também não é ruim. É um filme regular e mereceu duas estrelinhas. 2-estrelas-red

Produção – Estados Unidos
Ano de lançamento – 2002
Duração do filme – 2 horas e 18 minutos

Elenco e personagens:
Ewan McGregor (Obi-Wan Kenobi), Hayden Christensen (Anakin Skywalker), Natalie Portman (Padmé Amidala), Samuel L. Jackson (Mace Windu), Christopher Lee (Conde Dooku / Darth Tyranus), Ian McDiarmid (Palpatine / Darth Sidious), Pernilla August (Shmi Skywalker), Jack Thompson (Cliegg Lars), Jimmy Smits (Senador Bail Organa),
Joel Edgerton (Owen Lars), Temuera Morrison (Jango Fett) e
Daniel Logan (Boba Fett).

ataque dos clones7

LEIA AS INSTRUÇÕES ABAIXO COM ATENÇÃO

Se você chegou até aqui através da página Compartilhando minhas verdades [Filmes online] você já deve ter lido as instruções abaixo. Basta então seguir àquilo que você já leu naquela página. Caso tenha vindo até aqui diretamente pela postagem, leia com atenção o restante das instruções.

Para assistir ao filme abaixo, você deve clicar na setinha para direita. e logo em seguida clicar em pausar. Espere para carregar o filme aguardando algum tempo. Dependendo da velocidade de sua conexão, isto poderá levar de 5 a 10 minutos, até que o filme seja carregado. Depois desse tempo clique na setinha novamente para parar a exibição. Aguarde então alguns minutos mais, enquanto os próximos minutos do filme são carregados. Você verá a linha do tempo sendo preenchida. Quando ela estiver preenchida até perto da metade, pode dar início novamente à exibição.

Se a espera for maior do que este tempo, sugiro que reduza a resolução para 240p. Isto irá baixar a qualidade da imagem, ou então, espere mais tempo. Provavelmente, neste caso, se você não baixar a resolução, haverá interrupções ao longo da exibição. Porém se a velocidade de sua conexão estiver boa, aumente a resolução conforme desejar para usufruir de melhor qualidade.

Ajuste o áudio conforme sua conveniência no próprio player do filme e no seu sistema operacional. É recomendável a utilização de fones de ouvido para apreciar melhor os sons do filme. Você também pode assistir ao filme em tela cheia, basta clicar na setinha (semelhante à figura abaixo) do lado inferior direito.

full-screen-simbolo

Depois de assistir ao filme, pode fazer um comentário sobre ele. Até peço que o faça. Será muito útil. Não só para mim, que poderei avaliar como está repercutindo meu esforço, como também para outros visitantes, que poderão saber opiniões de outras pessoas sobre o filme a que irão assistir (ou não).  Basta clicar em “Deixe um comentário” na parte superior da postagem ou em XX respostas. Boa diversão.

IMPORTANTE

Este blog não tem fins lucrativos. Não recebo nada pelo que ofereço, além da satisfação dos leitores. No blog não tem propaganda de nenhuma espécie. Não tenho intenção de infringir a lei. Se algém se sentir prejudicado em seus direitos autorais, basta me enviar uma mensagem pelo email que tirarei de imediato o filme do blog.

contato-blog

Perfume de mulher – Martin Brest [Filme online]

Perfume de mulher (1992)

perfume de mulher 92 capa

Filme cujo roteiro é baseado na versão anterior homônima, que é muito mais conhecido que o original e, é associado mais ao seu ator principal – Al Pacino – que recebeu o Oscar de melhor ator por seu desempenho neste filme, do que ao seu principal responsável que é o diretor Martin Brest. Filme lançado em 1992 que supera e muito, o seu original estrelado por Vittorio Gassaman e que já foi disponibilizado aqui no blog anteriormente como mais um filme online para você ver. Se desejar assistir a ele, clicando no link acima.

Perfume de mulher

Título original – Scent of a woman

Este filme é a consagração final de Al Pacino (O poderoso chefão e Scarface) que dá um verdadeiro show ao longo de toda a história. Um coronel aposentado (Frank Slade), frustrado por estar cego, resolve se dar um presente. Contrata um rapaz  universitário,  Charlie Simms (Chris O’Donnell), para ir com ele a Nova Iorque vivendo como um milionário.

Perfume de mulhe

A cena em que ele dança um tango com uma bela desconhecida no restaurante do hotel onde está hospedado é fenomenal, inesquecível, antológica. E a música é o ponto alto do filme. No final de semana que eles estão em Nova Iorque, ele faz as coisas mais incríveis do mundo. Alem de dançar o tango, ele também dirige uma Ferrari pelas ruas de Nova Iorque em alta velocidade através de instruções de Charlie que lhe diz aonde e para onde dobrar. O interessante é que pelo excesso de velocidade ele atrai um policial que o persegue mandando-o parar. A sorte é que ele não desconfia que Slade é cego.

perfume de mulher 92 -7

Ele é um homem irascível e grosseiro mas, em alguns momentos é um doce de pessoa. E ao longo da viagem ele desenvolve um certo tom parternal para com Charlie, aconselhando-o no conflito que ele está vivendo na faculdade. Ele é pobre e estuda lá por conta de uma bolsa. Os colegas todos ricos, e alguns deles pregam uma peça no diretor e como é uma coisa que põe em risco a reputação do colétio Baird, é um delito sério, e o fato é investigado. Como ele e um colega foram vistos no local onde aconteceu o fato, os dois são intimados a delatar quem foi e alguém, tem que delatar quem foi sob pena de serem explusos. Charlie viu quem foi mas, em solidariedade não acusa os colegas e, termina sendo acusado por eles. E ele precisa decidir o que fazer pois se a acusação contra ele fosse confirmada ele seria expulso e perderia a oportunidade de ir para Haward estudar de graça.

perfume de mulher 92 -8

Em meio a tudo isso, existe o drama familiar de Slade que se manifesta em um jantar onde ele vai muito bem vestido e as queixas e sentimentos recalcados que haviam são exteriorizados mas, não de forma convincente.  Fora esta parte, tudo o mais é muito bom. Deixei para o final do comentário estas palavras que irei escrever. De todas as cenas antológicas deste filme, há ainda uma que é brilhante, comovente, inesquecível – a defesa que Slade faz de Charlie no tribunal do Conselho de disciplina do colégio. Gostaria muito de colocar aqui o discurso dele diante de todos mas seria um spoiler imperdoável. Vejam o filme e me digam no comentário o que acharam. O filme mereceu quatro estrelinhas.4-estrelas-red

Produção – Estados Unidos
Ano de lançamento – 1992
Duração do filme – 2 horas e 37 minutos
Música – Thomas Newman

Elenco e personagens:
Al Pacino …. tenente-coronel Frank Slade
Chris O’Donnell …. Charlie Simms
James Rebhorn …. sr.. Trask
Gabrielle Anwar …. Donna
Philip Seymour Hoffman …. George Willis, Jr.
Richard Venture …. W.R. Slade
Bradley Whitford …. Randy
Rochelle Oliver …. Gretchen
Margaret Eginton …. Gail
Tom Riis Farrell …. Garry
Nicholas Sadler …. Harry Havemeyer
Todd Louiso …. Trent Potter
Matt Smith …. Jimmy Jameson
Gene Canfield …. Manny
Frances Conroy …. Christine Downes

perfume de mulher 92 -4

E já está definido o filme para a próxima semana. Na próxima sexta você irá assistir ao filme Belle, baseado em fatos reais, com Gugu Mbatha Raw e John Davinier. Filme delicioso lançado em 2014 que mereceu 4 estrelinhas. Aguarde.

 belle-capa

LEIA AS INSTRUÇÕES ABAIXO COM ATENÇÃO

Se você chegou até aqui através da página Compartilhando minhas verdades [Filmes online] você já deve ter lido as instruções abaixo. Basta então seguir àquilo que você já leu naquela página. Caso tenha vindo até aqui diretamente pela postagem, leia com atenção o restante das instruções.

Para assistir ao filme abaixo, você deve clicar na setinha para direita. e esperar para carregar o filme. Aguardando algum tempo. Dependendo da velocidade de sua conexão, isto poderá levar de 5 a 10 minutos, até que o filme comece a ser exibido. Depois desse tempo clique na setinha novamente para parar a exibição. Aguarde então alguns minutos mais, enquanto os próximos minutos do filme são carregados. Você verá a linha do tempo sendo preenchida. Quando ela estiver preenchida até perto da metade, pode dar início novamente à exibição.

Se a espera for maior do que este tempo, sugiro que reduza a resolução para 240p. Isto irá baixar a qualidade da imagem, ou então, espere mais tempo. Provavelmente, neste caso, se você não baixar a resolução, haverá interrupções ao longo da exibição. Porém se a velocidade de sua conexão estiver boa, aumente a resolução conforme desejar para usufruir de melhor qualidade.

Ajuste o áudio conforme sua conveniência no próprio player do filme e no seu sistema operacional. É recomendável a utilização de fones de ouvido para apreciar melhor os sons do filme. Você também pode assistir ao filme em tela cheia, basta clicar na setinha (semelhante à figura abaixo) do lado inferior direito.

full-screen-simbolo

Depois de assistir ao filme, pode fazer um comentário sobre ele. Até peço que o faça. Será muito útil. Não só para mim, que poderei avaliar como está repercutindo meu esforço, como também para outros visitantes, que poderão saber opiniões de outras pessoas sobre o filme a que irão assistir (ou não).  Basta clicar em “+ Add a comment” no final da postagem no canto inferior direito. Boa diversão.

IMPORTANTE

Este blog não tem fins lucrativos. Não recebo nada pelo que ofereço, além da satisfação dos leitores. No blog não tem propaganda de nenhuma espécie. Não tenho intenção de infringir a lei. Se algém se sentir prejudicado em seus direitos autorais, basta me enviar uma mensagem pelo email que tirarei de imediato o filme do blog.

contato-blog

O Mestre da Vida – Augusto Cury [Livro]

mestre-da-vida

“É um livro meio repetitivo. E olhe que é o primeiro que leio da coleção que são cinco livros. Tenho todos eles mas comecei pelo terceiro. Enumero a seguir os cinco livros da coleção Análise da inteligência de Cristo.

  • O Mestre dos mestres
  • O Mestre da sensibilidade
  • O Mestre da vida
  • O Mestre do amor
  • O Mestre inesquecível

O Mestre da vida, Augusto Cury, RJ, Sextante, 2012, 144p.

O que é impressionante são os artifícios que o autor utiliza para dizer a mesma coisa em 20, 30 páginas diferentes. E isso termina cansando porque você vê que a coisa não sai do lugar. É como uma ladainha repetitiva, andando em círculos. A certa altura da leitura, escrevi o seguinte no Skoob:

“Não sei se vou aguentar ler até o final. Tá valendo mais pela capacidade de o autor escrever a mesma coisa de mil maneiras diferentes em cada página do que pelo conteúdo.”

“É quase inacreditável que alguém possa escrever tantas páginas sobre um mesmo tema sem repetir as mesmas palavras ou o mesmo assunto. Nisso Augusto Cury é genial embora o livro seja muito chato.”

Mas não gosto de abandonar livros sem concluir a leitura. Mesmo ruim, costumo  ler até o final pois, pode em algum momento mudar, surprender. O livro fala sobre o que aconteceu com Jesus entre a sua prisão e a sua condenação à morte, passando por todos os acontecimentos durante o seu julgamento.

Perto do final, ou melhor, no final da segunda terça parte do livro, eu comecei a mudar de opinião e acreditei que iria melhorar a leitura. Ledo engano. No início da última terça parte assim escrevi no Skoob:

“Até que estava melhorando por algumas colocações do autor sobre Jesus mas, a partir de determinado ponto (p. 106) quando o autor resolve provar a existência de Deus, ele perde completamente a noção de bom-senso. Lamentavelmente, envereda pelo caminho da tentativa de provar uma tese usando argumentos totalmente estapafúrdios, sem nenhum fundamento ou sustentação. Não estou dizendo com isso que não acredito em Deus ou que não se pode provar a sua existência. Refiro-me, exclusivamente, à forma como o autor resolveu provar a existência de Deus. Seus argumentos são totalmente insustentáveis. A lógica usada é pueril. Não vou entrar em pormenores aqui pois foge ao objetivo do texto mas, foi lamentável o que encontrei. Pensei seriamente em baixar a cotação para 1 mas, apesar de tudo, o livro tem alguns valores. Poucos, mas tem. Não recomendo sua leitura.”

Augusto Cury é um brasileiro, médico, psiquiatra, psicanalista, psicoterapeuta, professor e escritor além de conferencista. Nascido em outubro de 1958. Criou a Teoria da Inteligência Multifocal. Já publicou perto de 50 livros sendo um dos autores brasieiros mais lidos da atualidade. “Já vendeu mais de 25 milhões de exemplares só no Brasil, tendo seus livros sido  publicados em mais de 70 países” segundo a Wikipédia. De acordo com a Folha de São Paulo e pela revista Isto é, “foi o escritor mais lido na última década no Brasil.” (2000/2010)

Seus livros mais conhecidos são: Pais brilhantes, professores fascinantes (2003), Nunca desista de seus sonhos (2004) e os cinco livros da Coleção Análise da Inteligência de Cristo (2006).

Mereceu duas estrelinhas2-estrelas-red

Memória de minhas putas tristes – Gabriel Garcia Marquez [Livro]

Memória de minhas putas tristes

garcia marquez2

O livro foi escrito por Gabriel Garcia Marquez antes de completar 90 anos, sendo portanto, uma ficção, pois fala de um jornalista que acabara de completar aquela idade e, é uma verdadeira preciosidade. A despeito de já ter lido Cem anos de solidão, e da fama de Garcia Marquez, conhecia muito pouco sobre o autor até ler este livro que é um tesouro para você guardar com cuidado. O autor nos oferece com um raro bom-humor, situações emocionantes e reveladoras de sua personalidade, embora o livro seja uma ficção.

Memória de minhas putas tristes – Gabriel Garcia Marquez, Trad. Eric Nepomuceno, 25ª ed. RJ, Record, 2014, 128p.

Memória de minhas putas tristes

Para o aniversário de 90 anos do autor, ele resolve que merecia transar com uma virgem. Encomenda então uma moça dessas, à dona de um bordel que ele costumava frequentar. No dia do aniversário ele sai todo arrumado para o bordel. Lá chegando, encontra a moça nua, deitada na cama e dormindo. A dona do bordel diz a ele que era melhor deixá-la dormir um pouco, pois assim, ela relaxaria. Ele então passa um tempão admirando aquele corpo na sua frente. A descrição das coisas é o ponto alto do livro. Apesar de ainda estar muito no começo, quando escrevi o texto acima para dar uma opinião mais segura sobre o livro mas, parecia ser um livro muito interessante. Ao longo da leitura fui gravando impressões no Skoob e, a seguir, transcrevo o que registrei por lá.

“Que delícia de leitura! Difícil alguém chegar aos 90 anos. Mais ainda, chegar a esta idade com o espírito jovem, a pureza e exuberância da juventude. Que ser humano fantástico! Nem gostava tanto assim de Garcia Marquez mas, depois dessa leitura vou procurar ler outros livros dele alem do clássico Cem anos de solidão que já li.”

“E de repente, um texto que aparentava apresentar uma história de depravação, transformou-se numa sublime declaração de amor. Belo!”

“Acabei de ler este livro que me surpreendeu. Recomendo a todos sua leitura. O que mais me deixou encantado foi a personalidade do autor exposta entre uma página e outra de revelações e declarações de amor. Recomendo. Nota – 4”

Gabriel Garcia Marquez

O autor nasceu em Aracataca, Colômbia em 6 de março de 1927 e faleceu na Cidade do México em 17 de abril de 2014 de pneumonia. Foi escritor, jornalista, editor, ativista e político. Trabalhou também como diretor de cinema. Recebeu em 1982 o Prêmio Nobel de Literatura pelo conjunto de sua obra e foi também agraciado 10 anos antes, com o Prêmio Internacional Neusdadt de Literatura. É considerado um dos melhores autores do século XX tendo mais de 40 milhões de livros vendidos no mundo todo, traduzido em 36 idiomas.

Tinha 10 irmãos e foi criado por seus avós maternos pois, quando ele tinha dois anos, seus pais se mudaram para Barranquilla, no extremo norte do país e ele ficou em Aracataca com os avós. Seu avô era um veterano da Guerra dos Mil Dias e encantava o garoto com suas histórias e, juntamente com a esposa, influenciaram muito a vida de Garcia Marquez como se pode comprovar em Cem anos de solidão, o livro mais famoso do autor.

Aos oito anos, com a morte do avô, mudou-se para junto dos pais. Estudou Direito e Ciências Políticas na Universidade Nacional da Colômbia mas não concluiu. Como jornalista trabalhou no jornal El Universal e no El Heraldo como repórter. Tinhas fortes ligações com Fidel Castro, o que lhe custou perseguições pela CIA enquanto estava em Nova Iorque em 1961.

Dentre os seus mais de 30 livros publicados, destacam-se Cem anos de solidão (1967), O amor nos tempos do cólera (1985), Relato de um náufrago (1995 embora tenha sido publicado pela primeira vez em 1955 pelo jornal El Espectador), O general em seu labirinto (1989) e Memória de minhas putas tristes (2004).

O livro mereceu quatro estrelinhas.4-estrelas-red

Obs. Existe também um filme homônimo dirigido por Henning Carlsem com Emilio Echevarria e Angela Molina de 2011. Em breve este filme será disponibilizado aqui no blog para você ver online. Aguarde.

memoria de minhas putas tristes2web

 

Cartas para Julieta – Gary Winick [Filme]

Título original – Letters to Juliet

Letters_to_juliet_poster

Direção – Gary Winick

Hoje, após algumas semanas sem postar minhas publicações do blog no qual escrevo como colunista de cinema, Meu pequeno vício, volto a publicar minhas resenhas que foram postadas por lá. Hoje trago este filme encantador Cartas para Julieta que, certamente, irá agradar a muita gente. Confira e, ao final, deixe seus comentários. Por falar nisso, encontrei uma gravura com a qual ri um bocado. Compartilho-a aqui.

comentarios-por-favor

Sophie (Amanda Seyfried) trabalha em uma editora como escritora ou aspirante de escritora. Na verdade ela é uma espécie de investigadora que descobre pessoas. Por exemplo, ela descobriu a pessoa que aparece na Time Square beijando uma mulher em cena cinematográfica na foto abaixo. Ela está noiva de Victor (Gael García Bernal), chef de cozinha que pretende abrir um restaurante em Nova Iorque. Resolvem ir para Verona, Itália, para uma lua de mel antecipada. O que Sophie não contava, era que Victor não lhe daria nenhuma atenção e que só tinha ido para lá para fazer contatos em benefício de seu futuro restaurante. Ela entediada, fica sozinha em Verona, terra dos Capuletos e Montecchios, da famosa história de Romeu e Julieta durante uma semana inteira, enquanto seu noivo ia até Livorno, participar de um leilão de vinhos.

cartas para julieta1a
De repente ela se vê envolvida numa linda história de amor. Havia um local em Verona onde “secretárias” de Julieta, respondiam cartas de jovens do mundo inteiro que vinham até lá e deixavam pregadas nas paredes, cartas para Julieta. Ao encontrar uma carta que Claire (Vanessa Redgrave) escrevera há 50 anos, resolve respondê-la. Uma semana depois, ela chega a Verona, vinda da Inglaterra, junto com o seu neto Charlie (Chris Egan) para fazer o que ela sugerira a Claire na resposta que enviara para ela: tentar reencontrar o grande amor de sua vida, Lorenzo (Franco Nero) a quem, por covardia, tinha deixado na Itália e tinha voltado para Inglaterra há 50 anos.

cartas para julieta2

Bem, a essência da história é esta e tudo é muito previsível mas, nem por isso, perde o encanto e a beleza de uma história com final feliz. Junto a tudo isso, surge também um romance entre Charlie e Sophie. Algumas frases são muito bonitas, como, por exemplo, uma que Sophie diz a Claire na carta que lhe escreve: “Amor verdadeiro não tem data de validade.” Uma das coisas interessantes do filme que o valoriza, é as sacadas shakespearianas (varandas) que aparecem em dois momentos no filme. Um filme bonito, com uma música belíssima de Andrea Guerra e cenários belíssimos de Siena, Toscana e Verona na Itália. Mereceu 3 estrelinhas. estrelasred

 

cartas para julieta3
Curiosidades

Amanda Seyfried já havia antes interpretado uma personagem chamada Sophie em Mama Mia.
Vanessa Redgrave e Franco Nero são casados na vida real
Este foi o último filme realizado por Gary Winick. Ele veio a óbito em fevereiro de 2011. Ele já tinha realizado anteriormente Noivas em guerra (2009), Flakes (2007), Os 3 lados do amor (2006), A menina e o porquinho (2006), Solitário Jim (2005), De repente 30 (2004), Medo e obsessão (2004), Novembro (2004), Do jeito que ela é (2003), Kill the poor (2003), Amargo reencontro (2001), Dramas e sonhos (2001), Crises da vida (2000), Um jovem sedutor (2000), Amarga ilusão (1996), Vítimas do medo (1991) e Curfew (1989).
Produção – Estados Unidos e Itália
Ano de lançamento – 2010
Duração do filme – 1 hora e 45 minutos
Música – Andrea Guerra

Elenco e personagens:
Amanda Seyfried como Sophie Hall
Chris Egan como Charlie Wyman
Vanessa Redgrave como Claire Smith-Wyman
Franco Nero como Lorenzo Bertolini
Gael García Bernal como Victor
Daniel Baldock como Lorenzo Jr.
Lidia Biondi como Donatella, secretária de Julieta
Milena Vukotic como Maria, secretária de Julieta
Luisa Ranieri como Isabella, secretária de Julieta
Marina Massironi como Francesca, secretária de Julieta
Ashley Lilley como Patricia, prima de Charlie (no casamento)

cartas para julieta5

cartas_para_julieta

cartas para julieta4

cartas-para-julieta2